Notícia

Ofir 4 News

Em posse, novo reitor da USP promete mais diálogo e transparência

Publicado em 27 janeiro 2014

Em seu discurso ao assumir o cargo de reitor da Universidade de São Paulo, na tarde deste sábado (25), Marco Antonio Zago afirmou que a USP “não se furtará às suas responsabilidades”, apesar das “fortes pressões originadas fora e dentro de si mesma”, e prometeu maior transparência na gestão financeira e prioridade na reconstrução do diálogo entre a instituição e seus alunos.

A sessão solene de posse, realizada no auditório Ulysses Guimarães, no Palácio dos Bandeirantes, teve a participação do governador Geraldo Alckmin e do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que, como o próprio Zago destacou, é também professor da universidade.

Em sua fala, o novo reitor garantiu que haverá “sobriedade administrativa e avaliação conjunta de prioridades, privilegiando programas acadêmicos a obras físicas”, além de afirmar que tentará “trazer diálogo e não mais o confronto para a vida universitária”.

Segundo o professor, além de maior transparência no setor financeiro, o ponto mais importante de sua gestão deverá ser a reconstrução de relações entre professores e estudantes, em todos os níveis. “Acima de tudo somos educadores, e os jovens que formaremos vão atestar se a USP está realmente cumprindo sua missão, como sonharam seus criadores”, disse.

“Temos uma situação financeira que pode colocar em risco nossa autonomia, mas a questão mais grave hoje é a corrosão do tecido da própria universidade, tanto por movimentos de protesto que tem se transformado em casos de depredação de patrimônio quanto pela intolerância ao diálogo”, acrescentou.

Ao elogiar o novo reitor e seu vice, o professor Vahan Agopyan, Alckmin ressaltou que ambos são “altamente qualificados, com amplo reconhecimento das comunidades acadêmicas e científicas”, e destacou a importância da USP não apenas para São Paulo, mas para todo o Brasil, desde sua criação. Em seu pronunciamento, o governador aproveitou para fazer uma brincadeira com o prefeito, que completa 51 anos também neste sábado. “Hoje é um dia de muitos aniversariantes. São Paulo faz 460 anos, a USP completa 80 e o Haddad, 35”, provocou.

Após a leitura do termo de compromisso e da assinatura dos documentos de posse, o vice-reitor anterior, Hélio Nogueira da Cruz, transmitiu a Zago as vestes talares e o colar reitoral. Ainda durante a solenidade, o primeiro ato oficial do novo reitor foi assinar a portaria que instituiu uma comissão coordenadora responsável pelas comemorações dos 80 anos da universidade.

Professor

Marco Antonio Zago tem 66 anos e é professor titular da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (SP). É membro da Academia Brasileira de Ciências e ex-presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Recebeu o título honorífico de comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico. O pesquisador foi nomeado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), após ter sido o mais votado na consulta realizada no dia 19 de dezembro entre representantes de comissões e professores da universidade.

Após sua nomeação, Zago afirmou, em entrevista ao G1, que o principal desafio dos próximos quatro anos frente à universidade é restabelecer a comunicação entre os estudantes e a direção, que, segundo ele, enfraqueceu ao longo dos últimos anos.

"Perdemos a aliança com a grande massa dos estudantes que estão interessados na vida da universidade. Houve uma quebra da comunicação entre os diferentes componentes da USP, particularmente entre estudantes e diretores", disse, à época.

A vice-reitoria passou a ser ocupada por Vahan Agopyan, professor titular de Materiais e Componentes de Construção Civil. Desde 2010, ele era pró-reitor de Pós-Graduação da Universidade. Foi ainda diretor da Escola Politécnica, diretor-presidente do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), conselheiro da Fapesp e coordenador de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo.

Fonte: G1