Notícia

O Estado de S. Paulo

Eles têm mais de 60 e inventam games

Publicado em 06 fevereiro 2018

Por Júlia Marques
SÃO PAULO - Aos 67 anos, Marina Yamanishi está às voltas com games - não os dos netos, mas os que ela criou. Marina faz parte de um grupo, ainda restrito, de idosos que está aprendendo programação para inventar jogos digitais. Escolas na área, voltadas para crianças e jovens, já expandem a faixa etária das turmas para ensinar a linguagem dos códigos aos maiores de 60. “Jogava porque meus filhos sempre gostaram. Então, para fazer companhia, comecei. Sabia jogar, mas não imaginava como eram feitos”, conta ela, veterana de um [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.