Notícia

Portal de Paulínia

Eleições para reitor da Unicamp vão para segundo turno

Publicado em 10 março 2013

O resultado das eleições para a escolha do novo reitor da Unicamp ainda estão indefinidas. O engenheiro de alimentos José Tadeu Jorge e o médico Mario José Abdalla Saad vão disputar o segundo turno nos dias 20 e 21 de março.

Tadeu obteve 48,30% dos votos válidos ponderados contra 40,08% conquistados por Saad. O historiador Edgard Salvatori De Decca e o engenheiro elétrico José Claudio Geromel alcançaram, respectivamente, 4,93% e 6,70%, e estão fora da disputa.

A apuração dos votos terminou às 3h10 da sexta-feira (8), no Ginásio da Faculdade de Educação Física (FEF). Tadeu e Saad obtiveram o mesmo número de votos entre os docentes (714). Tadeu predominou entre os funcionários com 3.867, enquanto Saad prevaleceu entre os estudantes, com 1.266 votos. As abstenções chegaram a 13,30% entre docentes; 18,23% entre funcionários; e 90,65% entre estudantes.

O resultado da consulta será agora encaminhado ao Conselho Universitário (Consu) da Unicamp, que se reúne em sessão extraordinária em abril. A prerrogativa de escolher o próximo reitor é do governador do Estado, com base em lista tríplice elaborada pelo Consu. A consulta foi realizada nos campi de Campinas, Piracicaba e Limeira. Três debates, realizados nas três cidades e coordenados pela Comissão Organizadora da Consulta (COC), precederam a votação.

O próximo reitor será o décimo na linha de sucessão de Zeferino Vaz (1966-1978), fundador da Unicamp e seu primeiro dirigente. Depois dele vieram o dentista Plínio Alves de Moraes, o médico ginecologista José Aristodemo Pinotti, o economista Paulo Renato Souza, o linguista e poeta Carlos Vogt, o médico pediatra José Martins Filho, o engenheiro de eletrônica Hermano Tavares, o físico e engenheiro de eletrônica Carlos Henrique de Brito Cruz e o engenheiro de alimentos José Tadeu Jorge, atual reitor.

Com um colégio eleitoral de 54 mil pessoas, a Unicamp tem um orçamento previsto de R$ 1,9 bilhão para 2013. Quatro candidatos disputam o direito de integrar a lista tríplice que será encaminhada ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), que será responsável pela decisão final.

Redação - Portal de Paulínia