Notícia

Diário de Sorocaba

Educação define datas para bolsa mestrado ou doutorado

Publicado em 06 setembro 2008

A Secretaria de Estado da Educação definiu as datas para inscrições destinadas à bolsa mestrado ou doutorado. Todos os professores efetivos, os 5.500 diretores e os 1.200 supervisores da rede estadual poderão se inscrever de 1° a 31 de outubro. O projeto da Pasta, chamado “Bolsa Mestrado”, já foi publicado no Diário Oficial do Estado e dará R$ 790 por mês a professores selecionados para ganhar qualificação. A Secretaria determinou que, anualmente, as inscrições ocorram em maio, junho, novembro e dezembro; excepcionalmente neste ano, porém, serão de 10 a 31 de outubro.

Todos os professores podem concorrer, desde que as regras sejam seguidas: não pode haver acúmulo de cargo ou recebimento de outro tipo de incentivo por meio de bolsa (de qualquer órgão) Os interessados devem ter projeto aprovado pela Universidade, na área de sua atuação na rede estadual (por exemplo, estatística para professores de Matemática), e pela Secretaria. É preciso ser membro do Quadro do Magistério e ser efetivo e estável (ter passado pelo estágio probatório). E preciso ainda estar distante de aposentadoria cinco ou nove anos, para mestrado ou doutorado respectivamente.

O cadastramento ocorrerá via Internet, com link no site da Secretaria: www.educacao.sp.gov.br . O candidato terá de formalizar sua inscrição encaminhando Sedex ou indo pessoalmente à Diretoria de Ensino da área de sua escola. Será preciso apresentar cópia da ficha cadastral preenchida na Internet, cópia de RG e CPF, cópia do último holerite, declaração de tempo de efetivo, e distância da aposentadoria, declaração de horários de trabalho e local de exercício, declaração da instituição de ensino superior de que o curso é re conhecido pela Capes, declaração de aprovação no processo da instituição de ensino e cópia do termo de compromisso disponível no site.

Inicialmente, são 700 vagas disponíveis. O tempo dedicado pelo servidor ao mestrado ou doutorado deve ser mantido em seguida na rede estadual: se o professor, por exemplo, estudar por dois anos, deve ficar na rede por, pelo menos, dois anos após a conclusão. A Fundação de Amparo à Pesquisa de S Paulo (Fapesp) avaliará os projetos dos candidatos.

O servidor que conseguir o benefício deve concluir o mestrado em até 24 meses, prorrogáveis por mais seis. A bolsa de doutorado tem a validade de 48 meses, prorrogáveis pôr mais seis. “Queremos que o resultado chegue aos alunos. A melhoria da aprendizagem passa pela capacitação e pelo incentivo ao estudo dos professores. Temos uma clara política de valorização do professor”, afirma a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro.