Notícia

UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas

Economia Solidária, tema de seminário no IFCH

Publicado em 25 agosto 2009

Por Hélio Costa Júnior

Qual a contribuição dos empreendimentos sociais solidários para a dinâmica atual do capitalismo? Qual o lugar dos saberes formais e informais nas trajetórias sócio-ocupacionais dos homens e das mulheres envolvidos nas experiências da chamada economia solidária? Estas são algumas das questões que serão respondidas nesta quarta (26) e quinta-feira (27), durante a realização do Seminário Franco Brasileiro sobre Economia Solidária e as Novas Configurações doTrabalho. O evento, que ocorre no auditório 1 do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), a partir das 9h30, no âmbito do Ano da França no Brasil. Tem por objetivo debater resultados parciais do projeto "A crise do trabalho e as experiências de geração de emprego e renda: as distintas faces do trabalho associado e a questão de gênero" (Fapesp) e do projeto bilateral franco-brasileiro "As novas configurações do trabalho e trajetórias de inserção de populações de baixa renda (CNPq/IRD).

O encontro pretende analisar transformações no trabalho de homens e mulheres, considerando a globalização da estrutura produtiva, as mudanças no papel do Estado, as transformações nos papéis familiares e de gênero, as novas formas de organização do trabalho na sociedade civil (ONGs, associações, cooperativas etc), bem como os reflexos desse conjunto de alterações na articulação dos espaços privado e público. Refletir sobre o papel dos empreendimentos sócio-econômicos da assim chamada "Economia Solidária" para o desenvolvimento atual do sistema capitalista, enfocando estudos empíricos e teóricos realizados no Brasil e na França é outro tópico que será discutido no IFCH.

Documentário - Nesta quarta, a partir das 19 horas, na Estação Guanabara, será projetado o documentário "Ajuste", de Robert Cabanes, Daniel Veloso, Zé Cesar Magalhães, seguido de debate com autores e produtores. Especialistas da Unicamp, da USP-São Carlos, do Ibase, da Université Paris VII-URMIS, entre outras instituições, participam do encontro.