Notícia

O Liberal Regional (Araçatuba, SP) online

Durante congresso em Araçatuba, Udop lança nova identidade visual

Publicado em 01 agosto 2019

Mantendo seu foco na qualificação profissional e no estímulo a inovações tecnológicas a diretoria da UDOP apresentou na tarde desta quarta-feira(31) sua nova identidade visual, fruto do reposicionamento da entidade dentro do novo contexto do setor sucroenergético.

Com representatividade em oito estados da federação, a entidade passa agora a se chamar: UDOP – União Nacional da Bioenergia. O reposicionamento leva em conta, o objetivo de unir todos os elos da cadeia bioenergética, mola propulsora do desenvolvimento do agronegócio brasileiro. O novo slogan da entidade será: Energia que Inova!

Em seu discurso ao apresentar a nova identidade, o presidente da Udop, Amaury Pekelman destacou que a essência da entidade não se alterava. “Continuaremos focados na qualificação profissional e no estímulo a inovações tecnológicas que possam garantir uma maior competitividade a todos os elos desta enorme cadeia de negócios”, destacou Pekelman.

A Udop ao longo de mais de três décadas, veio se firmando como a principal entidade de capacitação profissional ao segmento sucroenergético, tendo a honra de já ter formado mais de 130 mil profissionais desde a fundação em 1985.

“Todo este trabalho, diuturno, pela qualificação, está em nosso DNA, por entendermos, que a difusão de conhecimento, novas tecnologias e sistemas de gestão, é o que garante melhores resultados para o dia a dia de nossas associadas”, explicou o presidente da Udop.

Amaury Pekelman destacou ainda a visão da entidade ao se aproximar da academia e firmar inúmeras parcerias para a difusão e fomento de pesquisas voltadas para o setor.

“Já há alguns anos a Udop tem firmado parcerias sólidas visando estimular a realização e aplicação de pesquisas que possam potencializar a produção crescente de bioenergia, quer sejam nas áreas agronômica, industrial, na gestão de pessoas e materiais, enfim, numa enorme gama de elos desta cadeia”, argumentou Pekelman.

Dentre as parceiras firmadas pela Udop ao longo dos últimos anos destacam-se a Embrapa, a Fapesp, a Esalq/USP, a Unesp de Jaboticabal, dentre tantas outras, como os convênios assinados na tarde desta quarta- feira (31), com o NIPE – Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético da Unicamp e o Laboratório Nacional de Biorrenováveis, ligado

ao Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, supervisionado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A Udop também tem parcerias com o Ministério da Agricultura, o Ministério de Minas e Energia através da EPE, da ANP, dentre outras.

CONGRESSO

A vice-prefeita de Araçatuba, Edna Flor, participou da abertura oficial do 12º Congresso Nacional de Bioenergia, no campus da Unip Araçatuba. Ao longo de dois dias, são mais de 250 moderadores e palestrantes, 84 painéis, divididos em 12 salas temáticas, tratando dos principais temas que envolvem a produção de energia nesse âmbito.

Neste ano, um dos principais temas abordados no congresso é a Política Nacional dos Biocombustíveis (RenovaBio), proposta pelo Governo Federal, que tem o objetivo principal de traçar uma estratégia para a redução da emissão de gases causadores do efeito estufa pelos produtores da categoria.

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia