Notícia

Jornal Primeira Página online

Doutorando é premiado com pesquisa na área de rastreamento de câncer de mama

Publicado em 03 agosto 2016

O aluno de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Escola de Engenharia de São Carlos da USP (EESC-USP), Lucas Rodrigues Borges, foi premiado na categoria de melhor trabalho na área de imagens médicas, focado na otimização de programas de rastreamento de câncer de mama. A pesquisa foi apresentada no "13th International Workshop on Breast Imaging", realizado de 19 a 22 de junho, em Malmo, na Suécia.

 

O evento, um dos mais importantes na área de mamografia, tem como objetivo reunir pesquisadores dedicados a novas tecnologias e inovação, apresentando as melhorias alcançadas por diversas instituições e hospitais do mundo. Nessa edição estiveram presentes representantes de hospitais nos Estados Unidos, Inglaterra, Suécia, Canadá, Austrália e outros além de representantes da indústria, como GE, Siemens, Hologic, Philips.

 

A pesquisa, intitulada "Simulation of Dose Reduction in Digital Breast Tomosynthesis" (Simulação de Redução de Dose em Tomossíntese Digital da Mama), é a primeira publicada na área que poderá ter impacto direto na escolha da dose de radiação utilizada para o rastreamento do câncer de mama por meio da mamografia 3D.

 

O trabalho tratou do desenvolvimento de uma ferramenta capaz de simular a redução de dose de radiação em imagens clínicas de mamografia 3D. Esse tipo de simulação permite a escolha de um ponto ótimo de operação para sistemas de raios-X da mama. "Várias pesquisas exploram esse tipo de ferramenta em mamografia convencional (2D), entretanto esse foi o primeiro trabalho capaz de realizar a simulação em tomossíntese (imagens de mamografia 3D). Essa técnica apresenta desafios extras relacionados à geometria da aquisição", explicou o aluno.

 

A apresentação foi realizada na forma oral, na seção "Dose and Classification", e Borges foi premiado entre os cinco melhores da categoria "Student Research Fellowship". "Acredito que foi um bom resultado para o nosso grupo, que iniciou recentemente as atividades na área de simulação. O prêmio fez me perceber a importância das pesquisas desenvolvidas no Brasil e o reconhecimento internacional que se tem", comentou Borges.

 

O professor do Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação da EESC-USP, Marcelo Andrade da Costa Vieira, orientador do trabalho, afirmou que o prêmio foi muito importante para todos os envolvidos. "O trabalho teve o apoio da FAPESP e da Capes, que contribuíram para gerar resultados expressivos à comunidade científica. Isso mostra mais uma vez o potencial da nossa Escola na área de pesquisa científica", disse.

 

Segundo Borges, os estudos devem ainda gerar frutos. "A ferramenta desenvolvida pode ser utilizada para a validação de muitos trabalhos que propõem a redução de dose de radiação em exames de mamografia como filtragem, algoritmos de reconstrução tomográfica, controle de qualidade, dentre muitos outros", comentou o doutorando. Vieira ainda ressaltou que "a ideia agora é aprimorar o método proposto para se tornar mais prático para aplicações clínicas, tanto na mamografia digital quanto para a tomossíntese digital mamária".

 

Como premiação o doutorando recebeu o prêmio de US$ 1 mil e certificado expedido pelos National Institute of Cancer e National Institute of Health, dos Estados Unidos.