Notícia

Folha Noroeste online

Docente da Unesp homenageada por atuação na ciência e tecnologia

Publicado em 20 outubro 2018

Por Roberto Carvalho

Em cerimônia realizada no dia 17 de outubro, no Palácio do Planalto, a professora Vanderlan Bolzani, do Instituto de Química da Unesp de Araraquara, foi agraciada com a Ordem Nacional do Mérito Científico e Tecnológico. Além dela, mais de 80 personalidades foram premiadas por seu destaque no cumprimento de suas atribuições.

Realizada em Brasília, a cerimônia condecorou, além da docente da Unesp de Araraquara, 85 pessoas como o engenheiro químico Pedro Wongtschowski, o cineasta João Moreira Salles, o biomédico José Nelson Onuchic, entre outros. A homenagem abrangeu profissionais de áreas como matemática, biologia, saúde, ciências sociais, entre outros setores do conhecimento.

Futuro do Brasil

Para o presidente da República, Michel Temer, estimular o campo da ciência é importante para o desenvolvimento do País, gerando benefícios a toda população. “A ciência é atividade que exige talento, e não só talento, mas estudo e perseverança", disse ele, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

"[A ciência] é um precioso instrumento de progresso, indispensável para a construção do futuro", pontuou.“Ciência é educação, é saúde, é produtividade e fonte de mais e melhores empregos para os brasileiros...Valorizar o mérito de cientistas brasileiros é valorizar o desenvolvimento do Brasil”, concluiu.

Além do presidente da República, participaram da cerimônia os ministros da Educação, Rossieli Soares; da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab; das Relações Exteriores, Aloysio Nunes; da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge; e do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Trajetória

Ao longo de sua carreira científica, Vanderlan Bolzani desenvolve pesquisa em química de produtos naturais com ênfase para a busca de substâncias bioativas, metabólitos secundários e peptídeos, metabolômica e química medicinal de produtos naturais.

Atualmente é membro do Conselho Superior da FAPESP para o mandato 2018-2022 e membro da coordenação do programa Biota-FAPESP. É integrante do Núcleo de Bioensaio, Biossíntese e Ecofisiologia de Produtos Naturais do Instituto de Química de Araraquara (NuBBE) e pesquisadora 1A do CNPq.

Em 2017 foi agraciada com a Medalha Otto Gottlieb pelas suas contribuições na área de produtos naturais e exerce a vice-presidência da Fundunesp para o mandato 2017-2021. Foi membro do Comitê Internacional da CAPES, por um mandato de dois anos.