Notícia

Jornal da Ciência online

Diretrizes para diplomacia da inovação são elaboradas em evento na USP

Publicado em 11 setembro 2019

Por Maria Fernanda Ziegler | Agência FAPESP

Objetivo é pavimentar futuros estudos acadêmicos, estratégias de negócios e políticas relacionadas ao tema

Pesquisadores de 30 países estão elaborando uma proposta com uma série de sugestões estratégicas para facilitar o acesso de produtos tecnológicos a mercados estrangeiros, a internacionalização de startups, a atração de investimentos em pesquisa e desenvolvimento e a mobilização de pesquisadores que atuam fora de seu país de origem.

O intuito do documento, intitulado “São Paulo Framework of Innovation Diplomacy”, é pavimentar futuros estudos acadêmicos, estratégias de negócios e políticas relacionadas à diplomacia da inovação, que, embora tenha atividades práticas consolidadas, ainda é um termo recente no campo teórico e acadêmico.

O documento começou a ser elaborado durante a São Paulo School of Advanced Science on Science Diplomacy and Innovation Diplomacy , realizada no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA-USP), entre 21 e 30 de agosto.

O evento, organizado pelo Instituto de Relações Internacionais (IRI-USP), sob a coordenação acadêmica de Amâncio Jorge de Oliveira , teve apoio da FAPESP, na modalidade Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA), e reuniu 80 pesquisadores de diversas áreas do conhecimento para debater um tema que congrega a academia, empresas e o interesse dos países.