Notícia

Jornal da Unesp

Diretor de Botucatu eleito conselheiro da Fapesp

Publicado em 01 agosto 1998

Por Paulo Machado: Universidade representada
Paulo Machado, da Faculdade de Medicina, ficará no Conselho Superior até 2004 O médico Paulo Eduardo de Abreu Machado, diretor da Faculdade de Medicina (FM) do câmpus da UNESP de Botucatu foi eleito, no último dia 17 de julho, para integrar o Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, na qualidade de representante dos institutos de ensino superior de pesquisa. Machado ocupará o cargo pelos próximos seis anos. Ele é o segundo conselheiro do órgão ligado à UNESP. O outro é o reitor Antônio Manoel dos Santos Silva, que permanecerá no posto até dezembro de 1998. O Conselho Superior da Fapesp tem como função a orientação geral da Fundação e as decisões maiores de política científica, administrativa e patrimonial. É formado por doze membros, seis deles de escolha do governador do Estado. Os demais também são indicados pelo governador a partir de listas tríplices organizadas pelas universidades estaduais paulistas e instituições de ensino e pesquisa públicas e particulares sediadas no Estado. Paulo Machado, indicado por representantes da Universidade, concorreu com outros 11 candidatos. "Num momento em que a pesquisa está sendo cada vez mais valorizada é importante para a UNESP ter uma atuação direta na Fapesp", diz o médico. Pesaram em sua eleição importantes serviços prestados ao ensino e à pesquisa. Machado é professor titular em Hematologia, formado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná, com doutorado em Ciências pela Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (atual FM) e pós-doutorado na Unidade de Pesquisa em Biologia Molecular e Hematologia da Universidade Paris XII. Membro fundador da Sociedade Brasileira de Bioética, é responsável pela implantação de diversos laboratórios de pesquisa e conta em seu currículo com quatro prêmios da Academia Nacional de Medicina.