Notícia

Pletz.com

Dicas Culturais

Publicado em 01 junho 2015

Por Nancy Rozenchan

NOVA SEDE DO CENTRO DE EDUCAÇÃO DO HOLOCAUSTO FAMÍLIA KLEINMAN EM NOVA YORK

O Centro, localizado no Brooklyn, região novaiorquina com grande população ortodoxa judaica, e que brevemente se instalará em nova sede, se propõe a expor temas relacionados ao Holocausto com destaque para as vítimas que foram praticantes ortodoxos do judaísmo e questões educativas referentes ao tema. Segundo se informa, mais de 50% das vítimas foram judeus ortodoxos; entretanto nenhum destaque é dado a este aspecto em outros museus e centros educativos. Atualmente o Centro se encontra em 5923 Strickland Ave, Brooklyn, NY 11234. A futura sede, prevista para ficar pronta no ano que vem, será no prédio Agudas Yisroel Zichron Moshe 1561 50th Street, Brooklyn, NY 11219. Para contatos Phone: 718-759-6200 Fax: 347-492-6223

AINDA NO BROOKLYN, LIVREIRO À MODA ANTIGA

Mizrahi Bookstore, loja de livros usados de Israel Mizrahi [3114 Quentin Rd, Brooklyn NY 11234] tem mais de 60 mil livros em estoque, incluindo obras em ídiche e ladino. Marcar hora: 347-492-6508. Veja reportagem no Forward: http://forward.com/culture/books/307727/the-sephardic-bibliophile-of-brooklyn/

KULTURFEST EM NOVA YORK

No Kulturfest deste ano, que vai de 13 a 21 de junho e promovido pelo The National Yiddish Theatre Folksbiene serão apresentadas mais de trinta atrações artísticas em diversos pontos de Nova York. Veja a programação: http://www.folksbiene.org

SEMANA DO LIVRO EM ISRAEL DE 3 A 13 DE JUNHO

Como sempre, o evento é realizado em diversas cidades israelenses. Um dos eventos programados é a premiação Livro de Platina para as obras que ultrapassaram o número de 40 mil exemplares vendidos. Os premiados são Meir Shalev, Yair Lapid [que, com seus escritos sobre política, está também na lista dos Livros de Ouro, correspondente a até 20 mil exemplares vendidos, com outra obra], Anat Lev-Adler e Yanets Levi. O livro premiado de Levi é o último de sua série de livros infantis. Ele escreve também para a TV.

PIANO BARENBOIM

O renomado pianista desenvolveu recentemente um novo modelo de piano, inspirado no piano do compositor Liszt. Alterando o posicionamento das cordas conferiu ao instrumento uma sonoridade perfeita. Barenboim, cujas mãos não são particularmente grandes, já tinha anteriormente instruído a construção de um piano especial para si para superar esta condição que afetava em especial a sua execução de peças do período romântico. O novo piano é chamado "Barenboim".

CHAMADA FAPESP INSTITUTO WEIZMANN

No dia 12 de junho encerra-se o prazo para submissão de propostas à chamada lançada conjuntamente pela FAPESP e o Weizmann Institute of Science (WIS), de Israel, no âmbito do acordo de cooperação entre as duas instituições. Os temas de interesse da chamada estão relacionados às Ciências da Vida, preferencialmente voltados a estudos sobre câncer e inflamação. Os objetivos são promover e fortalecer colaborações entre pesquisadores afiliados ao WIS e pesquisadores vinculados a instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo. A chamada de propostas está disponível em: www.fapesp.br/9348

HOMENAGEM EM ISRAEL AOS SOLDADOS JUDEUS QUE COMBATERAM O NAZISMO

Até recentemente os um milhão e meio de soldados judeus que combateram o nazismo em diversas frentes não tinham obtido o devido reconhecimento em Israel, segundo se manifestaram alguns veteranos. Muitos destes soldados estavam dentre os primeiros a libertarem campos de extermínio nazistas. Mais de 250 mil soldados judeus foram mortos nas batalhas da Segunda Guerra. Dos soldados sobreviventes, cerca de cinco mil vivem em Israel. Graças ao empenho de alguns destes combatentes, está sendo projetado o Museu do Soldado Judeu da Segunda Guerra Mundial na cidade de Latrun, para o qual os veteranos da guerra estão buscando recursos e donativos.

QUANTO VALE UMA MEDALHA DE PRÊMIO NOBEL

Leon Lederman, que em 1988 ganhou o Prêmio Nobel de Física junto com Melvin Schwartz e Jack Steinberger pela descoberta de uma partícula subatômica, vendeu a sua medalha em leilão pela quantia de 765 mil dólares. Lederman, que está com 92 anos, decidiu vender a medalha devido ao agravamento do seu estado de saúde.