Notícia

Correio Braziliense

Diáspora científica e crise na ciência

Publicado em 10 agosto 2017

Por Renato Sérgio Balão Cordeiro e José Paulo Gagliardi Leite
Nas últimas décadas, o Brasil implementou um exitoso programa voltado à formação de recursos humanos altamente qualificados. Segundo as informações do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, observamos um expressivo crescimento no número de doutores formados entre 1997 e 2014, passando de 3.500 para 16.729 doutores/ano. Nesse contexto, cabe ressaltar a importância do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) para a formação de jovens pesquisadores, a partir dos cursos de graduação. O incremento [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.