Notícia

Baguete

Dias assume Grupo CEEE

Publicado em 18 janeiro 2011

O gaúcho, que já atuava como diretor de Geração da CEEE, toma posse nesta terça-feira, 18, às 14h. Ele assume o cargo deixado por Sérgio Camps de Morais.

Dias é natural de Cachoeira do Sul, graduado em Engenharia Elétrica pela UCPel e mestre em Engenharia da Energia pela Ufrgs.

Antes de assumir a diretoria do Ceitec, de onde saiu para assumir a diretoria que exercia na CEEE até agora, o executivo atuou como pró-reitor da Universidade Estadual do RS (Uergs) e diretor de Qualidade da Agergs.

Na companhia de energia elétrica gaúcha, outras mudanças também ocorrem na diretoria: Gerson Carrion assume como diretor Financeiro e de Relações com Investidores, em substituição a Sérgio Ladniuk; e Luiz Antônio Tirello fica no Planejamento e Projetos Especiais, no lugar de Olavo Valendorff e Halikan, informa o Coletiva.net.

Ceitec - histórico complicado

Dias ficou na presidência do Ceitec por 4,5 anos. Ele deixou o cargo em julho de 2008, quando foi para a CEEE. Na época, assumiu o posto no centro produtor de chips, interinamente, o então gerente do Design Center da empresa gaúcha, Edelweis Ritt.

De Ritt, o cargo foi para Eduard Weichselbaumer, que assumiu em março de 2009 e pediu demissão em julho de 2010, após uma presidência marcada por desentendimentos com o Ministério de Ciência e Tecnologia.

À época da demissão, Weichselbaumer enviou uma carta ao ministro de C&T criticando a burocracia do ministério e as dificuldades de implementar modificações.

O jornal Zero Hora chegou a publicar a carta, que trazia, entre outras, reclamações como esta: "durante os últimos 18 meses eu tenho apresentado o que é necessário para completar a fábrica - e que na minha opinião, poderia ter sido concluído há 12 meses atrás caso a administraçãodo MCT tivesse sido eficiente" e "nestas condições não vejo a empresa como tendo condições de atingir os objetivos necessários de forma a ter sucesso".

De Weichselbaumer, a presidência do Ceitec foi para o físico gaúcho Cylon Gonçalves da Silva, que foi nomeado para o posto ainda em julho do ano passado.

PhD em Física pela Universidade da Califórnia, Silva havia sido, anteriormente, diretor de desenvolvimento da Editora Oficina de Textos e coordenador adjunto da Diretoria Científica da Fapesp, em 2009, além de ter atuado junto ao Ministério anos antes, onde coordenou estudo para a criação do Centro Nacional de Referência em Nanotecnologia (sediado em Campinas) e foi consultor do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE).

Silva está na presidência do centro até hoje.