Notícia

Diário do Nordeste

Diagnósticos Precisos

Publicado em 01 dezembro 2002

Microscópicas formas disputam diariamente os nutrientes consumidos por 52% da população brasileira, cerca de 88 milhões de pessoas, segundo dados divulgados no ano passado pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). O estudo aponta que esses indivíduos carregam no intestino pelo menos uma espécie de parasito: protozoários (amebas, por exemplo) ou helmintos (vermes) responsáveis por desconforto ou eólica abdominal, anemia, cansaço e diarréia. Segundo matéria publicada na última edição da revista "Pesquisa Fapesp", para detectar essas infecções parasitárias, os médicos recomendam três amostras de fezes, coletadas em dias alernados, e processadas separadamente pelos laboratórios. Esse procedimento demorado, muitas vezes, não é realizado pelo paciente. A solução para exames eficazes pode estar em um novo método, denomiando TFTest, que processa a três amostras em apenas uma etapa. O novo teste está sendo desenvolvido pela empresa Immunoassay, um projeto financiado pelo Programa de Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas (PIPE), da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo.