Notícia

Psique Ciência & Vida

Desenvolvimento cerebral

Publicado em 01 julho 2011

O neurocientista brasileiro Stevens Rehen desenvolveu uma pesquisa com o objetivo de desvendar as causas de um fenômeno celular intrigante que ele próprio identificou há dez anos e que contribui para tornar o cérebro único, ou seja, um sempre diferente do outro. O pesquisador descreveu o trabalho dos possíveis mecanismos que levam as células cerebrais a ganhar ou perder cromossomos, os filamentos enovelados de DNA que abrigam os genes e tornam o cérebro um mosaico de células com características genéticas distintas das herdadas dos pais. Isso pode ajudar, por exemplo, a explicar diferenças de comportamento entre irmãos gêmeos idênticos ou o surgimento de doenças do cérebro. (Fonte: Fapesp).