Notícia

SP Repórter News online

Deputada Analice assume presidência da Assembleia Legislativa de São Paulo

Publicado em 06 julho 2017

A deputada estadual Analice Fernandes assumiu interinamente a presidência da Assembleia Legislativa, neste dia 06 de julho. Seu primeiro ato como presidente foi recepcionar a delegação do Estado da Baviera, localizado ao Sul da Alemanha.

Prefeito de Taboão Fernando Fernandes, deputado Marco Vinholi, presidente da Assembleia, Analice Fernandes, doutora Beat Merk, deputados da Baviera, Martin Bachhuber e Margit Wild.

A chefe da delegação, a secretária para Assuntos da Europa e Relações Internacionais do Estado da Baviera, Beate Merk veio acompanhada de mais dois parlamentares bávaros, Margit Wild e Martin Bachhuber e de representantes governamentais e empresariais.

Participaram do encontro o deputado estadual Marco Vinholi e o prefeito de Taboão da Serra, Fernando Fernandes, que como presidente do Conisud, apresentou para a Delegação as peculiaridades da destinação dos resíduos domiciliares produzidos na região.

“Estamos em busca de uma parceria com o estado da Baviera, uma vez que a Alemanha é um modelo a ser seguido em relação à reciclagem, compostagem e incineração de resíduos”, afirmou Fernando Fernandes.

A secretária Beate sugeriu uma parceria com a Secretaria do Meio Ambiente da Baviera. Para a deputada Analice Fernandes todo o arcabouço legal bávaro, também pode ajudar a desenvolver uma legislação que impulsione práticas mais modernas e sustentáveis em relação de destinação de resíduos, entre outras questões ligadas ao meio ambiente.

A deputada Analice Fernandes permanecerá no cargo como presidente, até o dia 16 de julho.

20 anos de cooperação Baviera – São Paulo

O primeiro documento de cooperação entre as regiões foi assinado em 31 de julho de 1997 pelo então governador Mário Covas e o então ministro do Desenvolvimento Regional e do Meio Ambiente do estado Federal da Baviera Thomas Goppel.

O documento fortalecia ações focadas no empreendedorismo de pequenas e médias empresas, no intercâmbio de informações econômicas e de projetos de infraestrutura em múltiplas áreas, mas principalmente no meio ambiente.

Desde então, São Paulo e Baviera selaram mais nove acordos com foco nas áreas de investimentos, meio ambiente, agricultura, saneamento, energia, ciência e tecnologia. Um dos protocolos mais importantes foi estabelecido em julho de 2001, quando as secretarias do Meio Ambiente de São Paulo e Baviera iniciaram a discussão de medidas de proteção para o Aquífero Guarani, um dos maiores reservatórios de água doce do planeta.

O Aquífero Guarani, no Brasil, possui aproximadamente 37 mil km3 dos 45 mil km3 de águas totais compartilhados com Argentina, Paraguai e Uruguai. Segundo a CETESB, 80% dos municípios paulistas – cerca de 5,5 milhões de pessoas – são abastecidos por essas águas.

A Baviera financia projetos de pesquisas na FAPESP, tem parceria com a Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, e estabeleceu uma nova parceria para estudos espaciais com pesquisadores paulistas.