Notícia

Diário de S.Paulo

Dengue deve ter vacina em 2010

Publicado em 03 junho 2008

Por Fabio Saraiva

O Instituto Butantan anunciou, ontem, que trabalha para produzir uma vacina contra os quatro tipos existentes de dengue já a partir de 2010. Inicialmente, a vacina deve ser aplicada em crianças e jovens. A previsão do Butantan é de produzir 20 e 30 milhões de doses anuais do produto.

Num segundo momento, apenas crianças, provavelmente no segundo ano de vida, receberiam a vacina. E a produção poderia ser reduzida a 10 milhões de doses por ano.

Para alcançar esses objetivos, o Butantan fechou uma parceria com a fundação norte-americana Pediatric Dengue Vaccine Initiative (PDVI), que já realizou testes com a vacina em macacos de laboratório. “Nos EUA, a vacina se mostrou eficaz na produção de anticorpos quando foi aplicada em 20 voluntários que não tinham a doença”, disse Isaias Raw, presidente da Fundação Butantan.

Os próximos passos do projeto serão finalizar a construção da fábrica-laboratório para a produção dos primeiros lotes da vacina, que deve ocorrer ainda este ano, e a realização dos ensaios clínicos, em 2009, para confirmar se a substância é segura e se fornece boas respostas epidemiológicas nos testes com humanos.

Somente o biorreator, um dos equipamentos para produzir a vacina, custa US$ 1 milhão. Cerca de R$ 20 milhões é o custo total estimado para que os lotes sejam produzidos, Deste total, R$ 5 milhões já foram financiados pelos BNDES e R$ 2 milhões pela Fapesp.

Raw afirma que a vacina será barata, para ser distribuída pelo Ministério da Saúde através da rede pública, e deve integrar o calendário de vacinação.

Os ensaios clínicos podem ser feitos no Brasil e em outro país da América Latina. “O ideal é que a vacina seja testada numa área em que os dados epidemiológicos estejam avança dos”, concluiu Raw