Notícia

A Cidade On (São Carlos, SP)

Debate online aborda desafios na produção de medicamentos e vacinas

Publicado em 27 outubro 2020

"Quarentena ao Vivo" recebe pesquisadores da área de Química para conversa sobre a indústria de fármacos

O projeto Quarentena Ao Vivo realiza nesta terça-feira (27), a partir das 10h30, o debate "Medicamentos, vacinas, soberania e desenvolvimento: onde entra a Química?", com docentes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Estadual de Campinas (UFSCar).

A conversa contará com a participação de Rodrigo Octávio Mendonça Alves de Souza, docente no Instituto de Química da UFRJ, Luiz Carlos Dias, do Instituto de Química da Unicamp e Kléber Thiago de Oliveira, do Departamento de Química da UFSCar.

A pandemia de Covid-19 colocou em evidência um problema que, no entanto, não nasceu com ela: a imensa dependência do Brasil - e outros países - de insumos farmacêuticos produzidos na China e na Índia.

No debate, os pesquisadores, todos atuantes na área da química medicinal e, também, de produtos naturais, apresentam em detalhes esse cenário e comentam como avanços em Ciência e Tecnologia podem levar à transformação desse cenário. Falam, também, do processo de desenvolvimento de vacinas no cenário de pandemia, e da busca por processos químicos mais adequados ambientalmente, dentre outros temas relacionados.

"Quarentena ao Vivo" é uma realização do Laboratório Aberto de Interatividade para a Disseminação do Conhecimento Científico e Tecnológico (LAbI) da UFSCar. As conversas são transmitidas pelas redes sociais do LAbI - Facebook e canal ClickCiência no YouTube -, sem necessidade de inscrição ou limite de vagas, e as pessoas participantes podem interagir com os convidados durante a live por meio de comentários nessas redes sociais.

O projeto tem o apoio do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), fomentado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Além deles, o LAbI também já produziu uma grande quantidade de vídeos de divulgação científica no contexto da pandemia, e toda essa produção pode ser conferida no site do Laboratório.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Jornal O Imparcial ID News Araraquara News