Notícia

Jornal de Jundiaí online

De volta ao mestre

Publicado em 05 fevereiro 2011

Em seu artigo "Pequeno, bonito e mais barato" (Estado SP - 28/01/2011) o jornalista Washington Novaes afirma: "Houve tempo em que se popularizou a expressão ´small is beautiful´ (o pequeno é bonito), que pretendia demonstrar, principalmente na área ambiental, que pequenas iniciativas, pequenas obras, eram um caminho mais fértil, mais barato, de benefícios sociais mais amplos. Hoje, a expressão parece em desuso, ao mesmo tempo em que se ampliam informações sobre megaobras (que custam fortunas) como solução para problemas sociais, ambientais e econômicos - quando - quase sempre, elas são desperdiçadoras de recursos e concentradoras de benefícios" (...).

Ele critica setores de energia, o custo das mega-hidrelétricas na Amazônia que comprometem áreas indígenas e preservações ambientais, e não consideram sugestões mais econômicas da comunidade científica. Não faltam alusões à terceira usina nuclear, e ao parecer do cientista Carlos Nobre (programa Roda Viva - TV Cultura): "o projeto precisaria ser revisto pela sua localização à beira-mar" devido ao processo já verificado de elevação do nível do oceano.

Outro enfoque é o saneamento básico onde destaca um sistema desenvolvido pela Agência Fapesp em parceria com o Instituto de Geociências da USP. Trata-se de "um modelo de fossas sépticas para comunidades de menores recursos, capazes de degradar a matéria orgânica nos esgotos e dar tratamento adequado ao nitrogênio, (...)". Cita Brasília, onde se implantou um sistema condominial de esgotos criado pelo pernambucano José Carlos Mello, introduzido na cidade no início da década de 1990, eliminando a maior parte das caríssimas redes com manilhas de concreto.

Diante dessas e outras sensatas argumentações, o credenciado autor conclui que "Talvez seja hora de relembrar, então, que, dada a urgência de soluções para a sociedade, o pequeno pode ser bonito - e muito mais rápido". E  recomenda: " ´Small is beautiful´ - é preciso, mais do que nunca, gritar pelas ruas". Concordamos. Mesmo porque essa expressão familiar é o título original da obra do economista E.F. Schumacher, a quem devemos o mérito de haver ensinado que o pequeno é bonito, especialmente quando as pessoas são consideradas. 

 

Lúcia Maria Alves de Oliveira é economista, coautora do livro A gestão ética, competente e consciente (MBooks) e divulgadora do pensamento do economista E.F. Schumacher.