Notícia

Folha Dirigida

Custos ainda são maior impedimento

Publicado em 16 junho 2008

Apesar de ser considerado um diferencial no currículo para vencer os concorrentes na busca por uma boa colocação no mercado de trabalho, nem sempre é fácil conquistar um título de pós-graduação. Isso porque, os valores dos cursos de especialização, muitas vezes, é alto. Já os cursos de mestrado e doutorado exigem dedicação exclusiva à pesquisa, o que pode impedir o pós-graduando de trabalhar.

No entanto, nem tudo está perdido para quem não pode arcar com os custos de sua formação. Isso porque algumas fundações, além das agências de fomento à pesquisa, disponibilizam bolsas de estudos e auxílios financeiros aos estudantes de pós-graduação.

No caso da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado), as bolsas ficam à cargo das agências de fomento. As principais são a Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp), o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico), além do Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de nível Superior).

Na Fapesp, á ofertas de bolsas para mestrado, doutorado, doutorado direto e pós doutorado. Os valores da bolsas variam de R$ 1.248 a 4.508.  Além disso, a fundação ainda oferece as seguintes modalidades de auxilio aos pesquisadores doutores: Auxílio a Pesquisa; Reparo de Equipamentos; Auxílio à vinda de Pesquisador Visitante; Organização de Reunião Científica; Participação em Reunião Científica no Brasil ou no Exterior e Auxílio a Publicação. Para cursos de pós no exterior, a bolsa da Fapesp é de U$ 2.200 mensais, com adicional de 20% para quem estuda na Europa e Ásia. O beneficio é concedido por cinco meses aos portadores de diploma de doutor que pretendem realizar atividades de pesquisa fora do país e estejam vinculados à instituição do estado de São Paulo.

Já no CNPq o beneficio é ofertado para as categoria doutorado, doutorado sanduíche, doutorado sanduíche empresarial, mestrado, pós-doutorado sênior, pós-doutorado júnior e pós-doutorado empresarial, de maneira individual ou por quota. As bolsas disponíveis variam de R$ 940 a R$ 3 mil.

As agências também disponibiliza uma série de auxílios para quem pretende fazer pesquisa no país e no exterior. Entre as várias modalidades estão o subsídio a publicações científicas, o apoio à capacitação de pesquisadores por meio de intercâmbios científicos ou da promoção e atendimentos a reuniões e congressos científicos. O apoio a projetos de pesquisa é realizado através da abertura de editais públicos.

Na Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes – também é possível conquistar uma bolsa de estudos para a pós-graduação no Brasil e no exterior, através de diversas opções de programas e auxílios. Para o doutorado e pós-doutorado no país os valores podem chegar a R$ 1.200 e R$ 3.300. já no exterior, é possível cursar um doutorado com bolsas entre U$ 600 e U$ 100 mensais.

Serviço

www.fapesp.br e (11) 3838-4000

www.cnpq.br e 0800-619697

www.capes.gov.br