Notícia

G1

Curvas de mortes e casos de Covid no Brasil apresentam tendência de queda

Publicado em 11 outubro 2020

A maior cidade do Brasil, São Paulo, passou esta semana para a fase verde do plano de flexibilização. Mas como garantir que essa queda na curva de morte e casos de Covid seja sustentável?

Depois de mais de três meses acima de mil mortes diárias, pelos dados oficiais, as curvas da pandemia, tanto de mortes quanto de casos, dão sinais de queda. Na sexta-feira (9), a média móvel nacional de mortes foi de 609, a mais baixa dos últimos cinco meses.

Para especialistas, assim como a curva brasileira aumentou muito devagar, ela também pode cair muito lentamente e se estender durante meses, porque cada cidade do país está em um momento diferente da pandemia.

São três os itens principais destacados pelos cientistas para explicar essas quedas recentes nas curvas de casos e de mortes: o uso de máscara por uma parcela grande da população, o distanciamento físico e o fato de que, em algumas regiões, muita gente já teve Covid. Confira a reportagem completa no link abaixo.

[A reportagem do Fantástico, da TV Globo, entrevistou _ entre outros _ Anderson Fernandes de Brito, atualmente pesquisador na Yale University (Reino Unido), que teve apoio da FAPESP por meio de Bolsa de Mestrado no país para o projeto "Análise da diversidade genômica de isolados geográficos do nucleopoliedrovírus de Anticarsia gemmatalis (AgMNPV)"]

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
TV Globo