Notícia

CNN (Brasil)

Curto período em engarrafamento expõe motorista a altas doses de poluição, diz estudo

Publicado em 25 agosto 2021

Um estudo internacional feito em dez cidades, incluindo São Paulo, apontou que um curto período no trânsito já expõe motoristas e passageiros a altas doses de partículas inaláveis finas (MP2,5) de poluição.

Em entrevista à CNN, a engenheira ambiental Veronika Sassen Brand, que ajudou a conduzir o estudo, explicou que essa exposição, a longo prazo, pode trazer consequências danosas para a saúde das pessoas.

“Uma pessoa que passa a vida inteira com 10 minutos [por dia] em trânsito intenso acumula a exposição e faz com que as partículas entrem no pulmão, na corrente sanguínea e ocasionem problemas até como câncer de pulmão, derrame e pneumonia”, disse.

A coleta dos dados foi feita em 2019, em várias cidades, como Guangzhou, na China, e Adis Abeba, na Etiópia.

“Em São Paulo, ficamos 8 minutos no congestionamento e 42 minutos em condições tranquilas, e esse pequeno período de trânsito já foi equivalente a 35% de todas as partículas inaladas no trajeto completo”, contou.

A distância das rotas pesquisadas variou entre 10 quilômetros e 33 quilômetros em cada uma das cidades e foi utilizado o mesmo modelo de veículo.

Para Veronika, a única solução é diminuir o uso do carro. “A principal fonte de poluição do ar são os carros. Verificamos que aumentar o preço do combustível não é suficiente para diminuir a circulação dos automóveis, então é preciso incentivar o uso de transporte público ou de bicicleta, por exemplo.”

(*Produção da Bel Campos)