Notícia

ONU BR

Curso de capacitação para gestores públicos no PR aborda migrações e direitos humanos

Publicado em 22 agosto 2018

Em continuação ao projeto de qualificação das secretarias municipais, estaduais e de governo, além da academia e da sociedade civil, o Programa de Capacitação em População, Cidades e Políticas Sociais chega à sua 16ª edição.
A atividade acontece até esta quarta-feira (22), em Foz do Iguaçu (PR). Nesta edição, o destaque será o atual processo de transição demográfica, a questão migratória e as relações entre migrações, fronteiras e direitos humanos.
O objetivo do workshop é pautar a defesa das políticas sociais e orientar gestores públicos sobre temas de migração. Os debates também abordarão as informações disponíveis sobre migrações internacionais.
O programa de capacitação conta com uma introdução geral às questões populacionais atuais, com destaque às características e tendências recentes das migrações internacionais no país.
Entre abril e julho, 690 venezuelanos foram levados para outras cidades. Desses, 267 foram para São Paulo (SP), 165 para Manaus (AM), 95 para Cuiabá (MT), 69 para Igarassu (PE), 44 para Conde (PB) e 50 ao Rio de Janeiro (RJ).
O programa destina-se a profissionais, alunos de graduação e pós-graduação envolvidos em questões de urbanização, migração, desenvolvimento urbano e regional, assistência social oriundos de instituições de governo federal, estadual ou municipal, organismos não governamentais e/ou movimentos sociais.
O projeto conta com o apoio do Observatório das Migrações em São Paulo (FAPESP/CNPq) e da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, em parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). O curso é dado no Espaço Florestan Fernandes 3, Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), Foz do Iguaçu (PR).

Em continuação ao projeto de qualificação das secretarias municipais, estaduais e de governo, além da academia e da sociedade civil, o Programa de Capacitação em População, Cidades e Políticas Sociais chega à sua 16ª edição.

A atividade acontece até esta quarta-feira (22), em Foz do Iguaçu (PR). Nesta edição, o destaque será o atual processo de transição demográfica, a questão migratória e as relações entre migrações, fronteiras e direitos humanos.

O objetivo do workshop é pautar a defesa das políticas sociais e orientar gestores públicos sobre temas de migração. Os debates também abordarão as informações disponíveis sobre migrações internacionais.

O programa de capacitação conta com uma introdução geral às questões populacionais atuais, com destaque às características e tendências recentes das migrações internacionais no país.

Entre abril e julho, 690 venezuelanos foram levados para outras cidades. Desses, 267 foram para São Paulo (SP), 165 para Manaus (AM), 95 para Cuiabá (MT), 69 para Igarassu (PE), 44 para Conde (PB) e 50 ao Rio de Janeiro (RJ).

O programa destina-se a profissionais, alunos de graduação e pós-graduação envolvidos em questões de urbanização, migração, desenvolvimento urbano e regional, assistência social oriundos de instituições de governo federal, estadual ou municipal, organismos não governamentais e/ou movimentos sociais.

O projeto conta com o apoio do Observatório das Migrações em São Paulo (FAPESP/CNPq) e da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, em parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). O curso é dado no Espaço Florestan Fernandes 3, Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), Foz do Iguaçu (PR).