Notícia

A Tarde (BA)

Crianças contaminadas serão tratadas pela USP

Publicado em 06 julho 2002

A partir da próxima semana, cerca de 450 crianças entre dois e dez anos da rede municipal de ensino serão medicadas com dois tipos de vitaminas para combater a anemia. Elas fazem parte do programa de estudos realizado pela Universidade de São Paulo (USP), em parceria com a Prefeitura de Santo Amaro da Purificação, cujo objetivo é identificar e tratar as crianças portadoras de anemia em conseqüência da contaminação por chumbo provocada pela fábrica Cobrac/Plumbum. Durante a manhã de quarta-feira, a equipe técnica da USP, juntamente com o prefeito Genebaldo Correia e a secretaria de Educação do município Deusdete Carrilho, realizou uma reunião com diretores das 15 escolas investigadas, orientando-os quanto ao controle da aplicação dos medicamentos para que os mesmos sejam eficazes. O trabalho foi iniciado em julho do ano passado, através da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo), depois de observada a inexistência de dados a respeito da contaminação por chumbo no País. Os índices de chumbo detectados nessas crianças são de 30 mg/dl de sangue - três vezes o permitido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de 10 mg/dl. As crianças tomarão dois tipos de vitaminas durante 60 dias, explica a nutricionista Andrea Conde, uma das integrantes da equipe.