Notícia

Informe MS

Criada a Rede Física de Altas Energias

Publicado em 03 junho 2008

Foi criada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, no dia 29 de maio, em Brasília, a Rede Nacional de Física de Altas Energias (Renafae) que terá, entre outras funções, a de coordenar as atividades dos grupos atuantes em física de altas energias no Brasil e, em particular, as atividades associadas às grandes colaborações internacionais.

A rede também desenvolverá um programa de mobilização de empresas instaladas no país para atuar no desenvolvimento da instrumentação e de softwares para as colaborações internacionais da área.

Segundo o ministério, a Renafae terá duração de seis anos e será composta por pesquisadores de instituições que desenvolvem pesquisas e projetos na área. A rede deverá contar com recursos das agências de fomento do ministério e de outros órgãos de fomento federais e estaduais.

A cada dois anos a Renafae será avaliada por uma comissão independente composta por especialistas da área. A rede será coordenada pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e contará com um comitê técnico-científico.

Além do CBPF, esse comitê será composto pelo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Marco Antonio Zago, por um ou mais representantes convidados dos demais órgãos de fomento e por dois pesquisadores de renome na área científica ou tecnológica, não necessariamente da área de física de altas energias. O mandato será de três anos.

Entre as atribuições do comitê está a determinação de propor políticas, diretrizes e prioridades visando à integração das atividades de pesquisa e desenvolvimento em física de altas energias no país e analisar e aprovar projetos de pesquisa e desenvolvimento submetidos pelos órgãos e entidades associadas. (Agência Fapesp)