Notícia

Correio do Povo (Porto Alegre, RS)

Cresce déficit tecnológico do Brasil

Publicado em 26 maio 2002

Por Thiago Padilha
O déficit tecnológico do Brasil, causado pelo desequilíbrio entre a importação e exportação, cresceu 1.400% entre 1993 e 1998. O dado foi divulgado este mês pela Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo [Fapesp], com base em relatório sobre a evolução dos índices de tecnologia no país. O déficit das remessas de capital para transferência de tecnologia também saltou de 67 milhões de dólares para um bilhão de dólares em cinco anos. Segundo levantamentos da Sociedade Sul-Riograndense de Apoio ao Desenvolvimento de Software (Softsul), a participação do RS corresponde a 5% desse déficit. Já São Paulo corresponde a 50%. O resultado negativo é provocado pela importação de bancos de dados, sistemas operacionais e aplicativos. 'Nenhum desses produtos é do Brasil, onde há pouco incentivo para o desenvolvimento de novas tecnologias", afirmou o presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet (Assespro/RS), Wesley Lacerda e Silva. Ele acredita que o fortalecimento do setor de Tecnologia de Informação (Tl), em curto prazo, está intimamente ligado à prestação de serviço. "O país tem um dos custos profissionais mais baratos do mundo, o que favorece a capacitação dos profissionais da área", explicou Silva. Além disso, é preciso que as empresas também se capacitem através dos selos e certificados internacionais, garantindo a qualidade dos serviços. O diretor superintendente da Softsul, José Antonio Antonioni. revela que toda vez que é produzida tecnologia no Estado também ocorre importação, uma vez que os chips utilizados no país são produzidos no exterior. A estimativa da Softsul é de que, em 2010, o déficit com a importação de chips chegue a seis bilhões de dólares. As projeções são baseadas no crescimento do setor de TI nos últimos anos. Antonioni acredita que a situação só será revertida quando o conhecimento começar a ser divulgado e as pesquisas receberem mais investimentos. Segundo o secretário de Estado da Ciência e Tecnologia. Renato de Oliveira, o déficit tecnológico brasileiro é brutal, pois o país carece de tecnologias básicas e de capacitação científica. Oliveira disse que o RS está montando redes de pesquisas de desenvolvimento, em parceria com universidades e empresas privadas. ENTENDA AS EXPRESSÕES Sala limpa - Ambiente em que a concentração de partículas no ar é controlada. A sala limpa é construída e utilizada de maneira a minimizar a introdução, geração e retenção de partículas no interior da sala. Temperatura, umidade e pressão também são controladas conforme necessário. CMOS - A linha de equipamentos doados pela Motorola implementará um processo CMOS (Complementary - Metal - Oxide - Semiconductor) de prototipagem. Os principais materiais utilizados são metal, óxido e o semicondutor silício (MOS). Essa é a tecnologia utilizada para fabricar mais de 90% dos chips internacionalmente, como os processadores de computadores pessoais, a eletrônica usada nos automóveis modernos ou o controlador de um fomo de microondas.