Notícia

A Crítica (MS) online

Covid: projeção aponta 265 mil óbitos até abril

Publicado em 10 fevereiro 2021

Projeções do Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME), da Universidade de Washington, Estados Unidos, apontam que o número de mortes por Covid-19 no Brasil deve chegar a 265 mil no final de abril, mesmo que o distanciamento social passe a ser adotado por 95% da população e apesar da primeira etapa da vacinação iniciada. O estudo, baseado em simulações matemáticas, só reforça que a vacinação em apenas parte da população não será suficiente para controlar o número de óbitos causados pelo vírus.

Nova variante - Entre os meses de dezembro e janeiro, a nova variante do Coronavírus, a P.1, passou de 52,2% para 85,4% em amostras de testes positivos de RT-PCR de Manaus, segundo a imunologista da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), Ester Sabino, que trabalhou na descrição da nova cepa. No AM, o dado chega a apontar 91% das amostras.

Sem esforços - “[...] no Brasil ainda há voos saindo de Manaus, sem nenhum esforço de monitoramento dos viajantes, como fazem outros países”, analisou a virologista Paola Resende, responsável pela vigilância genômica no Laboratório de Referência Nacional para Coronavírus, na Fiocruz, em matéria publicada na Revista Fapesp.

Prioridade... - Com base em projeções científicas similares, as Defensorias Públicas do Estado Amazonas (DPE-AM) e da União (DPU) ingressaram com ação, na Justiça Federal, para obrigar a União a comprar novas doses de vacinas contra a Covid-19 para Manaus e sete municípios do interior do Estado, no prazo de 30 dias.

...para o AM - A aquisição deve ser feita em quantidade suficiente para imunizar, pelo menos, 70% da população de Manacapuru, Tefé, Iranduba, Itacoatiara, Parintins, Coari e Tabatinga, além da capital, em razão da grave situação epidemiológica dessas cidades.

Justificativa - O defensor público Rafael Barbosa, um dos autores da ação, explica que a via vacinal pode acarretar na imunidade coletiva no Amazonas e, desta forma, conter a disseminação do vírus. “Sendo controlada essa circulação viral , o vírus tende a não mais conseguir se mutar. A mutação já demonstrou que pode acabar gerando um vírus mais infeccioso, como foi constatado por cientistas”.

Justificativa 2 - Ainda segundo o defensor público, mais de 30 documentos acompanham a ação ingressada na Justiça Federal, todos embasados em critérios científicos.

Audiência - Atendendo a pedidos de comerciantes do Estado, a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) fará uma Audiência Pública, hoje, para discutir as “consequências do fechamento do comércio por conta da pandemia do Novo Coronavírus”. O debate foi proposto pelo presidente da Casa, deputado Roberto Cidade (PV), e pelo deputado Josué Neto (Patriota).

Prejuízo - Demonstrando ser contrário às medidas de restrição comercial para conter o vírus, o deputado Roberto Cidade adiantou que “estudos preliminares dão conta de que o fechamento do comércio pode culminar na demissão de cerca de 10 mil trabalhadores na capital, além de reduzir a arrecadação do Estado”.

Solução? - “O comércio está fechado desde o último dia 4 de janeiro e muitos empresários já estão trabalhando no limite. É preciso encontrar uma solução para que os comerciantes possam voltar ao trabalho de forma consciente”, afirmou o presidente da Casa Legislativa.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
BOL UOL UOL Nas Notícias Olhar Digital Voz do Bico Biblioteca FMUSP Tech Na Net