Notícia

InterD

Covid-19: hospitalização é menor entre pessoas ativas

Publicado em 23 novembro 2020

Por Karina Toledo | Agência FAPESP

Pesquisadores acrescentam que a prática de atividade física ajuda a controlar o peso e a prevenir doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, considerados fatores de risco para o agravamento da infecção pelo SARS-CoV-2

Resultados de uma pesquisa on-line feita com 938 brasileiros que contraíram covid-19 apontam que a prevalência de hospitalização pela doença foi 34,3% menor entre os voluntários considerados “suficientemente ativos”, ou seja, aqueles que antes da pandemia praticavam semanalmente ao menos 150 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada ou 75 minutos de alta intensidade.

O questionário foi respondido entre os meses de junho e agosto por indivíduos de ambos os sexos e diversas idades que tiveram a infecção pelo SARS-CoV-2 confirmada pelo teste molecular (RT-PCR, que detecta o RNA viral na fase aguda) ou sorológico (que detecta anticorpos contra o vírus no sangue).

Do total de participantes, apenas 91 (9,7%) precisaram ser hospitalizados.

Os dados completos do estudo, que contou com apoio da FAPESP, foram divulgados na plataforma medRxiv, em artigo ainda sem revisão por pares.

Critérios foram baseados em recomendações da OMS

Para definir o critério “suficientemente ativo” os pesquisadores usaram como referência as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para adultos entre 18 e 64 anos – que, por sua vez, estão baseadas nas diretrizes das principais entidades médicas do mundo.

“Buscamos avaliar se havia alguma redução na prevalência de hospitalização também entre os que praticavam atividade física por um período menor que o recomendado, mas nesse caso a diferença não foi significativa do ponto de vista estatístico”, conta à Agência FAPESP Marcelo Rodrigues dos Santos, pós-doutorando na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP) e idealizador da pesquisa.

O questionário contava com perguntas sobre o quadro clínico (sintomas, medicamentos e, no caso dos que foram hospitalizados, tempo de internação) e outros fatores que poderiam influenciar no desfecho da infecção, como idade, sexo, índice de massa corporal (IMC), doenças preexistentes, condições socioeconômicas, escolaridade, consumo de tabaco e nível de atividade física.

As respostas foram analisadas por modelos estatísticos e, como esperado, a prevalência de hospitalização foi maior entre os homens, os idosos (65 anos ou mais), os voluntários obesos ou com sobrepeso e os de menor nível socioeconômico e menor escolaridade.

Contudo, mesmo após descontada a influência desses fatores de risco no resultado final, foi possível observar uma redução de 34,3% na prevalência de hospitalização no grupo “suficientemente ativo”.

Prática de atividade física ajuda a prevenir doenças crônicas

Quando foram comparados apenas os voluntários que precisaram ser hospitalizados, o nível de atividade física pré-pandemia não conferiu proteção em termos de tempo de internação, intensidade dos sintomas e necessidade de suplementação de oxigênio ou de intubação.

“Por se tratar de um estudo observacional, não investigamos os mecanismos envolvidos na proteção conferida pela prática de atividade física. Mas há evidências robustas sobre os benefícios dos exercícios para a imunidade. Uma única sessão pode mobilizar bilhões de células de defesa, reintroduzindo-as na circulação”, afirma Santos.

Além disso, como destacam os autores no artigo, a prática de atividade física ajuda a controlar o peso e a prevenir doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, considerados fatores de risco para o agravamento da infecção pelo SARS-CoV-2.

Pesquisa ocorreu em paralelo

Quando a COVID-19 chegou às Américas, Santos tinha acabado de se mudar para Boston, nos Estados Unidos, onde começaria um estágio de pesquisa na Harvard University com apoio da FAPESP.

O objetivo do projeto é tentar reverter os efeitos do envelhecimento e de doenças degenerativas por meio de intervenções capazes de restaurar nas células a concentração de uma coenzima conhecida como NAD (nicotinamida adenina dinucleotídeo), que participa de diversos processos biológicos importantes.

Diversos estudos já mostraram que os níveis de NAD diminuem com o envelhecimento e que esse declínio está relacionado com o desenvolvimento de distúrbios metabólicos, como a obesidade.

“A proposta é testar em pacientes obesos ou com sobrepeso o efeito de um suplemento novo supostamente capaz de potencializar a ação da NAD. Mas quando os casos de COVID-19 explodiram tudo fechou e a investigação foi temporariamente interrompida. Foi então que surgiu a ideia de fazer uma pesquisa on-line em paralelo”, conta o pesquisador.

Santos articulou-se com colegas da área de Educação Física de diversos Estados brasileiros, que ajudaram a divulgar o link para o questionário em hospitais, clínicas, jornais e redes sociais.

Participaram da iniciativa pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Hospital de Clínicas de Porto Alegre (RS), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e da Escola de Educação Física e Esporte da USP.

“Foi uma espécie de estudo multicêntrico, só que on-line”, comenta Santos.

O artigo Physical Activity Decreases the Prevalence of COVID-19-associated Hospitalization: Brazil EXTRA Study www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.10.14.20212704v1.full.pdf.

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

 

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
UOL Portal R7 Estadão.com CNN (Brasil) TV Cultura Portal Exame TV Cultura Jornal do Commercio (PE) A Crítica (AM) Jornal Primeira Página Revista Pará Portal da Enfermagem Refugo Revista Viva Saúde online Portal Neo Mondo Planeta online Jornal da Ciência online Blog Saúde e Dicas El Cronista Comercial (Argentina) online Revista Fórum online Blog A Crítica Imagen Poblana (México) El Heraldo de Saltillo (México) online Arzo News Agora RN online Opinião (Rio Branco, Acre) online Coluna Supinando Terra Galileu online MSN Xinhua Español (China) Todo Segundo Time 24 News (EUA) Metropóles Veja Saúde online O Sul online Revista China Hoy (México) online SRZD - Sidney Rezende Blog do Silvinho Rádio Cidade Jundiaí Blog do Valente Biblioteca FMUSP Head Topics (Reino Unido) MSN GP1 Head Topics (Reino Unido) Noticias RTV (Espanha) Repórter MT Núcleo - Luciano Lepera - Rede PT Portal Prudentino TV Assembleia - Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) NE10 Jornal Times Brasília Dom Total Blog Hourpress i7 News Índices Bovespa Folhamax Mix Vale Portal do Governo do Estado de São Paulo O Taboanense Saber Atualizado Sou Ecológico Revista Ecológico online Bomba Bomba Notícias Botucatu Diário do Taboão PPTA Soluções e Tecnologia Bomba Bomba Câmara Municipal de São Paulo A Cidade On (São Carlos, SP) São Carlos Agora Acontece Botucatu Jornal Folha da Terra (Itupeva, SP) online Jornal da Orla online Plantão News (MT) Jornal de Itatiba online Ouro Verde Mais O Grande ABC Guarulhos em Destaque APM- Associação Paulista de Medicina Terra Brasil Notícias O Sul Folha de Ibitinga Jornal Primeira Página online Beto Ribeiro Repórter Vida & Tal Leia Já Cuidaí Brasil123 Sempre Família Auge Magazine Valeando Jornal A Cidade Ubatuba Tribuna Liberal online Tribuna Liberal Jornal Primeira Página online Info Rondônia Esportividade