Notícia

G1

Coronavírus: Unesp de Araraquara amplia testagem e pode processar até 500 amostras por dia

Publicado em 14 maio 2020

O laboratório de imunologia clínica e biologia molecular (LICBM), da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara (SP), passou a ter capacidade para realizar até 500 testes diários de diagnóstico da Covid-19.

A cidade chegou a 139 casos da doença nesta quinta-feira (14).

Ampliação de potencial

O potencial de testagem foi ampliado após a instituição receber emprestado mais dois equipamentos para as reações de RT-PCR, agora, são três aparelhos disponíveis para o processamento das amostras.

Os instrumentos foram cedidos pelo departamento de engenharia ambiental do instituto de ciência e tecnologia do campus de São José dos Campos (SP) e pelo departamento de ciências químicas e biológicas do instituto de biociências do campus de Botucatu (SP).

Para atender a nova demanda, a equipe do laboratório tem trabalhado de segunda-feira a sábado, até 16 horas por dia. O coordenador do LICBM, professor Paulo Inácio da Costa, explica que a situação pode melhorar com a liberação do acesso ao sistema de Gerenciamento de Ambiente Laboratorial (GAL) do Ministério da Saúde.

"Com a liberação do uso do sistema GAL, pelo Instituto Adolfo Lutz, o nosso trabalho será impulsionado, porque os municípios poderão entregar o material coletado devidamente cadastrado no sistema e com possibilidade de impressão de etiquetas com código de barras. O que diminuirá muito o tempo e pessoal para o cadastro e emissão de laudos”, argumenta Costa.

No dia 4 de maio, a Embraer e a Unesp firmaram uma parceria para viabilizar o processamento de 15 mil testes na cidade. Inicialmente, os testes vão ser realizados no LICBM, mas posteriormente vai contar com o apoio de laboratórios de outros campus.

Antes do convênio, os testes diagnósticos eram realizados com doação de reagentes pela Secretaria Municipal de Saúde de Araraquara e de materiais de pesquisa financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Notícias de Campinas