Notícia

Rádio Studio FM 98.3

Coronavírus: inteligência artificial analisa exame de sangue e ajuda médicos a diagnosticar Covid-19

Publicado em 18 junho 2020

Programa foi criado pelo CeMEAI da USP São Carlos e federais do ABC paulista e Bahia.

Pesquisadores de São Carlos desenvolvem programa que auxilia no diagnóstico da Covid-19 Um programa desenvolvido pelo Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, com pesquisadores das federais do ABC paulista e da Bahia auxilia os médicos na hora de saber se o paciente tem ou não Covid-19.

A plataforma gratuita DiagnoNow Test de Covid usa inteligência artificial para analisar um exame de sangue e traz mais agilidade, principalmente, para descartar casos suspeitos.

Praticidade  

Hoje, o paciente com sintomas passa por uma triagem até a consulta.

Dependendo da avaliação do médico, a pessoa é liberada ou encaminhada à internação e, em boa parte das cidades, é só nesse último caso que o paciente faz o teste chamado RT-PCR para saber se tem ou não a Covid-19. Com a nova ferramenta, o médico pode pedir um hemograma.

Os dados, como índice de hemácias, hemoglobina e leucócitos, são colocado no programa.

O sistema leva menos de um segundo para fazer o diagnóstico. “Cada dia, minuto, segundo é uma vida que você consegue salvar.

Então tem que ter uma solução rápida para que ela possa ser utilizada na prática”, disse o pesquisador da USP André de Carvalho.

Ferramenta auxiliar

O estudante de engenharia da computação Vinícius Molina Garcia ressaltou que o objetivo da plataforma não é substituir a atuação do médico.

“A gente atua como uma ferramenta para auxiliar na decisão.

O diagnóstico se torna muito mais ágil e preciso quando o médico tem mais informações para decidir”, disse. O programa também fornece gráficos para facilitar a visualização dos resultados.

A precisão e de 95% em pacientes considerado improváveis de ter Covid-19 e 67% em casos prováveis. “Isso representa para o médico que, quando a plataforma apresenta um resultado negativo, ele pode ter uma tranquilidade para enviar o paciente para casa.

Já no caso positivo fornece uma margem para o médico investigar mais profundamente esses casos”, disse o estudante. 

A plataforma, que recebeu apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), também oferece economia de recursos.

Segundo o DataSus, o sistema de informações do Sistema Único de Saúde (SUS), um exame de sangue custa R$ 4,10.

Na última compra feita pela Prefeitura de São Carlos, cada teste RT-PCR saiu por R$ 180. Segundo o estudante da USP, a plataforma já está disponível para os hospitais que desejam usar o Diagno Now como forma de auxiliar no diagnóstico da Covid-19.

Quando a pandemia passar, o programa poderá ajudar a detectar outras doenças. “Essa mesma tecnologia pode ser treinada para encontrar padrões de outras doenças e auxiliar em toda questão de diagnóstico que um hospital enfrenta hoje. Além disso, a plataforma também pretende atuar na área da triagem e no monitoramento de pacientes internados”, disse. O hospital que se interessar pode acessar o site da plataforma para ter mais informações.

Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

 

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
G1