Notícia

Jornal Povo (Rio de Janeiro, RJ) online

CORONAVÍRUS: CHEFE DE PESQUISA DE VACINA NO BRASIL ESTÁ EM ISOLAMENTO

Publicado em 17 março 2020

Na última sexta-feira (14), o médico Jorge Kalil se dedicava profundamente aos estudos sobre a pandemia do novo coronavírus, no laboratório de imunologia do Instituto do Coração (Incor), do qual é diretor. Ele trabalhava em sua mais recente tarefa: a busca por uma vacina contra o Sars-cov-2, como o vírus é chamado oficialmente.

O imunologista lidera uma equipe composta por cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e do Incor. Há duas semanas, pouco após o primeiro caso diagnosticado no Brasil, os especialistas tentam desenvolver uma forma de imunizar as pessoas contra o Sars-cov-2.

Em meio às pesquisas para a vacina, o médico de 66 anos — os idosos fazem parte do grupo de risco — descobriu que pode ter contraído o novo coronavírus. Nesta segunda-feira (16), o filho dele, de 34 anos, foi diagnosticado com a covid-19, doença causada pelo vírus.

“Ele jantou na minha casa na última terça-feira, quando já estava com o vírus. Por isso, eu e minha esposa estamos em isolamento”, diz a BBC News Brasil. Desde sábado (14), após o filho fazer os exames, Kalil e a esposa estão reclusos.

Nesta segunda, o médico acompanhou à distância os estudos para a elaboração da vacina. Enquanto conversava com a reportagem por telefone, ele estava atento ao avanço da pesquisa, por meio do computador.

“Não preciso estar presente fisicamente. Posso fazer as discussões por teleconferência. Os estudos estão acontecendo normalmente”, pontua o cientista. Kalil foi o único membro da equipe que teve de se isolar por conta do coronavírus.