Notícia

São Carlos Agora

Coordenadora-Geral de Popularização da Ciência visita a USP São Carlos

Publicado em 22 novembro 2021

A Coordenadora-Geral de Popularização da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), professora Silvana Copceski, visitou o Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP) no dia 18, onde se inteirou de projetos importantes já implementados há alguns anos e que têm sido um sucesso na cidade de São Carlos, nomeadamente nas áreas de Ciência e Tecnologia, especialmente dedicados aos alunos dos ensinos fundamental e médio.

Os esforços desenvolvidos pelo Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica (Cepof), um Cepid da Fapesp alocado no IFSC/USP, e onde se encontram agregados inúmeros professores, pesquisadores e técnicos do Instituto, surgiram há cerca de seis anos quando foi constatado que nosso país se encontrava bastante mal colocado na área do ensino de ciências em nível do ensino médio, quando comparado com seus pares no resto do mundo. De fato, notava-se nessa época - e ainda hoje isso é uma realidade -, a escassez de oportunidades e de meios que os jovens estudantes dos ensinos fundamental e médio tinham para acessar laboratórios experimentais e poder manipular objetos reais que faziam parte de seus estudos, aprimorando, assim, seus conhecimentos teóricos. E essas curiosidades não surgem apenas em idade escolar, sendo que são uma realidade mesmo em crianças em idade pré-escolar.

Foi a partir daí que um grupo de pesquisadores oriundos da Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Campinas (Unicamp) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), decidiram lançar um projeto inovador com a criação de kits científicos dedicados ao ensino médio de ciências, estimulando a curiosidade inata dos jovens alunos, usando recursos individuais para experimentação e gerando pequenos laboratórios caseiros, onde, além de professores, também familiares e amigos pudessem interagir. Desta forma, os kits intitulados “Aventuras na Ciência” apareceram como uma forma de complementar de forma experimental os temas tratados pelos professores em sala de aula, criando uma outra dinâmica e entusiasmando os jovens nas áreas de Física, Química, Biologia, Geologia, Geofísica, Astronomia, Robótica e Matemática. Cada kit vem acompanhado de um folheto que descreve os resultados nele contidos e conta um pouco da história dos cientistas que os descobriram, incluindo, ainda, um manual de instruções sobre como realizar os experimentos propostos e diversas perguntas sobre os resultados.

Graças a esses kits, foram implementados e desenvolvidos na região da cidade de São Carlos (sete municípios), a partir de 2016, os “Clubes de Ciências” nas escolas, graças a uma importante parceria estabelecida entre o Cepof-IFSC/USP, através do Prof. Vanderlei Salvador Bagnato - com o apoio da Fapesp -, o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia INCT de Óptica Básica e Aplicada às Ciências da Vida - financiado pelo CNPq - e a Diretoria de Ensino da Região de São Carlos, na pessoa de sua Dirigente Regional de Ensino da Diretoria de Ensino, professora Debora Gonzalez.

Os temas desenvolvidos pelos “Clubes de Ciências” envolvem a resolução experimental de problemas da sociedade. Durante o ano, os estudantes e seus professores propõem, e demonstram na prática, soluções sustentáveis para melhorias em áreas diversas, como saúde, ensino, alimentação, acessibilidade, trânsito, meio ambiente e equidade social, dentre outros fatores que considerarem relevantes.

Ao final, os experimentos desenvolvidos são exibidos em uma Feira de Ciências, ou outras iniciativas similares, que podem ser realizadas a nível de escola ou a níveis municipal, regional e em mostras nacionais, preferencialmente durante a “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia”.

A Coordenadora-Geral de Popularização da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) foi acompanhada, em sua visita, pelos professores Euclydes Marega Junior, Sebastião Pratavieira (IFSC/USP) e Wilma Barrionuevo (Cepof), e pela Diretora Presidente da empresa "EDUCar", Miriam Barbosa, responsável pela construção dos kits educativos. Na sua estada no Instituto, Silvana Copceski, visitou o Laboratório de Ensino do IFSC/USP, onde foram mostrados e explicados os kits educativos, os estúdios do Canal 10 da NET - Canal USP (Prove), onde são gravados os vídeos educativos, e a “Escola Estadual Prof. Sebastião de Oliveira Rocha”, onde a representante do MCTI teve a oportunidade de conversar com alunos e professores e conferir os trabalhos já executados, e com a Dirigente Regional de Ensino da Diretoria de Ensino, Profª Débora Gonzalez.

Na oportunidade, os alunos pertencentes ao “Clube de Ciências” da escola mostraram seus trabalhos e confraternizaram com a visitante, tendo gravado um pequeno vídeo pedindo ao ministro Marcos Pontes que visitasse o estabelecimento de ensino para observar de perto seus projetos.

No final de sua visita, Copcesk fez uma balanço de- o trabalho em entrevista à Assessoria de Comunicação do IFSC/USP, que poderá ser acessada clicando no link https://www.youtube.com/watch?v=Fh0gRLhyFGo&t=48s (Rui Sintra - Jornalista - IFSC/USP)

(Foto: )