Notícia

Portal Exame

Contra depressão, uso de remédios é melhor que estímulo elétrico

Publicado em 02 agosto 2017

Por Maria Fernanda Ziegler, da Agência Fapesp
Um estudo recém-publicado no New England Journal of Medicine põe em dúvida a eficácia do tratamento contra a depressão que tem como pressuposto estimular áreas do cérebro com correntes elétricas de baixa intensidade. A técnica, conhecida como estimulação cerebral de corrente contínua (tDCS, da sigla em inglês), era considerada alternativa promissora para casos de depressão. No novo estudo, pesquisadores do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.