Notícia

Jornal da Unicamp online

Consulta para reitor terá 2º turno

Publicado em 11 março 2013

O engenheiro de alimentos José Tadeu Jorge e o médico Mario José Abdalla Saad disputarão o segundo turno da consulta indicativa para a escolha do próximo reitor da Unicamp. Tadeu obteve 48,30% dos votos válidos ponderados contra 40,08% conquistados por Saad. O historiador Edgard Salvatori De Decca e o engenheiro elétrico José Claudio Geromel alcançaram, respectivamente, 4,93% e 6,70%, e estão fora da disputa. O segundo turno está marcado para os dias 20 e 21 de março. O próximo reitor tomará posse em abril para um mandato de quatro anos.

A apuração dos votos terminou às 3h10 do último dia 8, no Ginásio da Faculdade de Educação Física (FEF). Tadeu e Saad obtiveram o mesmo número de votos entre os docentes (714). Entretanto, Tadeu predominou entre os funcionários, com 3.867 votos, enquanto Saad prevaleceu entre os estudantes, com 1.266. As abstenções chegaram a 13,30% entre docentes; 18,23% entre funcionários; e 90,65% entre estudantes.

Tadeu considerou “excelente” o desempenho da chapa “Unicamp de Todos os Saberes”, encabeçada por ele e seu vice, Alvaro Crósta. “Tivemos uma expressiva votação entre os docentes, o que mostra a grande receptividade de nossas propostas por parte desse segmento, e um excepcional desempenho entre os funcionários, o que revela que essa categoria se sente totalmente representada no nosso programa de gestão. Além disso, obtivemos uma votação expressiva entre os estudantes, a despeito do alto índice de abstenção. Penso que o resultado final do primeiro turno foi bastante positivo. Conseguimos levar nosso conceito de universidade a toda comunidade. Agora, temos outro caminho a percorrer. Tenho absoluta confiança de que a comunidade irá consagrar nossa proposta no segundo turno”, afirmou. O professor Mario Saad também avaliou positivamente os números finais do primeiro turno da consulta. “Estamos muito satisfeitos com o resultado das urnas no primeiro turno, que nos deu mais de 40% dos votos da comunidade acadêmica”, disse. Segundo ele, o número de votos obtidos pela chapa “Unicamp no caminho certo” mostrou que suas propostas de gestão tiveram ampla aceitação e que podem avançar ainda mais. “Agradecemos a todos os professores, funcionários e estudantes que acreditaram em nossas ideias, o que nos dá forças para disputar o segundo turno com mais ânimo e confiança”, completou. A expectativa, segundo ele, é de uma virada na próxima etapa da consulta interna. O candidato retoma a campanha já nesta segunda-feira, juntamente com o seu vice, Marcelo Knobel.

O resultado da consulta no segundo turno será encaminhado ao Conselho Universitário (Consu) da Unicamp, que se reúne em sessão extraordinária ainda em abril. A prerrogativa de escolher o próximo reitor é do governador do Estado, com base em lista tríplice elaborada pelo Consu. A consulta foi realizada nos campi de Campinas, Piracicaba e Limeira. Três debates, realizados nas três cidades e coordenados pela Comissão Organizadora da Consulta (COC), precederam a votação.

O segundo turno ocorrerá nos mesmos locais do primeiro turno. Vinte e seis urnas estarão distribuídas em cinco pontos de votação: onze no Ginásio da FEF, seis no Setor Hospitalar (Anfiteatro “Paulistão”), três na FOP e outras três no Campus I da FT e três no Campus II da FCA. A apuração será feita por categoria, pelo conjunto das respectivas urnas, não havendo, portanto, identificação de resultados por urna ou por local de votação. Na Faculdade de Educação Física serão instalados três telões, sendo dois internos ao Ginásio e um externo, para divulgação dos resultados. A ponderação dos votos seguirá o estabelecido na Deliberação CONSU-A-16/12.

O processo é coordenado pela Comissão Organizadora da Consulta para Sucessão do Reitor (COC), nomeada pelo Conselho Universitário (Consu) e constituída por representantes de todos os segmentos da instituição e um representante da comunidade externa. Presidida pela professora Silvia Figueroa, atual diretora do Instituto de Geociências, a COC tem diversas atribuições, que vão desde a homologação das candidaturas até o estabelecimento de normas para a votação, passando pela escolha e inspeção dos locais onde ficarão as urnas e ocorrerá a apuração.

“Tanto a votação quanto a apuração no primeiro turno transcorreram em clima de normalidade, sem nenhum incidente registrado”, disse a presidente da COC. Segundo ela, a Comissão segue agora nos preparativos para o segundo turno. Uma das providências a serem tomadas é definir, juntamente com as chapas que participarão da disputa, a data para a realização de um debate entre os dois candidatos. A consulta em segundo turno, marcada para os dias 20 e 21 de março, seguirá o mesmo esquema do primeiro turno, com a votação ocorrendo nos mesmos locais e horários.

O próximo reitor será o 11º na linha de sucessão de Zeferino Vaz (1966-1978). Antes dele vieram o dentista Plínio Alves de Moraes (1978-1982), o ginecologista José Aristodemo Pinotti (1982-1986), o economista Paulo Renato Souza (1986-1990), o linguista Carlos Vogt (1990-1994), o pediatra José Martins Filho (1994-1998), o engenheiro de eletrônica Hermano Tavares (1998-2002), o físico e engenheiro de eletrônica Carlos Henrique de Brito Cruz (2002-2005), o engenheiro de alimentos José Tadeu Jorge (2005-2009) e o médico hematologista Fernando Ferreira Costa (2009-2013).

SERVIÇO

LOCAIS E HORÁRIOS DE VOTAÇÃO

UNICAMP - ANFITEATRO “PAULISTÃO” - das 9h às 20h30min (no dia 20, apenas para servidores, a votação se iniciará às 6 horas da manhã).
VOTAM NO “PAULISTÃO”:
Docentes da FCM e da Faculdade de Enfermagem, incluindo os da carreira DEER;
servidores da FCM, da Faculdade de Enfermagem, Cepre, Cecom, Gastrocentro, Hemocentro, HC, Caism, CEB, DEDIC; alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Medicina, Enfermagem, Fonoaudiologia, Farmácia, médicos residentes e aprimorandos.

UNICAMP – GINÁSIO DA FEF - das 9h às 20h30min.
VOTAM NO GINÁSIO:
Docentes do Cotuca e das Faculdades e Institutos (exceto FCM, Faculdade de Enfermagem, FOP, FT, FCA e Cotil), inclusive das carreiras DEL e MA.
servidores das faculdades e institutos (exceto FCM, Faculdade de Enfermagem, FOP, FT, FCA, Cotil e Planta Física), de toda a administração central, Centros e Núcleos (inclusive CPQBA e exceto CEB), Cotuca e escritório de São Paulo, além dos pertencentes à carreira PQ; e alunos das faculdades e Institutos (exceto FCM, Faculdade de Enfermagem, FOP, FT e FCA e do curso de Farmácia). Alunos do Cotuca não integram o colégio eleitoral da Consulta.

PIRACICABA – FACULDADE DE ODONTOLOGIA - das 9h às 17h.
VOTAM NA FOP:
Servidores, alunos (graduação e pós-graduação) e docentes da FOP, inclusive integrantes de carreiras especiais.

LIMEIRA – CAMPUS I – FT - das 10h às 20h30min.
VOTAM NA FT:
Docentes e servidores do COTIL e FT, servidores da Planta Física e alunos de graduação e pós-graduação da FT. Alunos do COTIL não integram o colégio eleitoral da Consulta.

LIMEIRA – CAMPUS II – FCA - das 10h às 20h30min.

VOTAM NA FCA:
Servidores, alunos (graduação e pós-graduação) e docentes da FCA

DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO
Todos os votantes deverão ter em mãos um dos seguintes documentos:
Docentes e servidores: carteira de identidade funcional ou documento oficial com foto
Alunos: carteira estudantil ou documento oficial com foto.

JOSÉ TADEU JORGE

É professor titular na Faculdade de Engenharia Agrícola (Feagri) da Unicamp. Graduou-se em Engenharia de Alimentos na Unicamp (1975), onde também realizou mestrado em Tecnologia de Alimentos (1977) e doutorado em Ciências de Alimentos (1981), concentrando suas pesquisas na área de tecnologia pós-colheita, na qual estudou produtos minimamente processados, armazenamento de produtos agrícolas e propriedades físicas de materiais biológicos. Em 1992 titulou-se professor livre docente, professor adjunto em 1995 e professor titular em 1996. Foi diretor da Feagri de 1987 a 1991, diretor executivo da Funcamp de 1990 a 1992, chefe de gabinete da Reitoria de 1992 a 1994, pró-reitor de Desenvolvimento Universitário de 1994 a 1998, novamente diretor da Feagri de 1999 a 2002, vice-reitor da Unicamp de 2002 a 2005 e reitor da Unicamp de 2005 a 2009.

Exerceu o cargo de secretário municipal da Educação de Campinas de 2009 a 2011. Foi membro do Conselho Superior da Fapesp de 2006 a 2012. Participou de vários conselhos/comitês, destacando-se: Memorial da América Latina, TV Cultura – Fundação Padre Anchieta, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Rede Universia Brasil, Companhia de Desenvolvimento do Pólo de Alta Tecnologia de Campinas (Ciatec), Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CREA/SP. Presidiu a Associação Brasileira de Engenheiros de Alimentos. É membro do Conselho Superior de Estudos Avançados da Fiesp desde 2008.

MARIO JOSÉ ABDALLA SAAD

É diretor da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, em segundo mandato, desde julho de 2010. É professor titular do Departamento de Clínica Médica da FCM, onde atua desde 1986. Coordena o Laboratório de Pesquisa em Obesidade e Diabetes. Publicou cerca de 230 artigos em revistas internacionais, tendo sido citado mais de 6.900 vezes na literatura científica internacional. Já orientou 66 alunos de iniciação científica, 18 alunos de mestrado, 26 alunos de doutorado e supervisionou 10 pós-doutorados.

Formado em Medicina pela Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro (1979), fez residência, mestrado e doutorado na Universidade de São Paulo, no campus de Ribeirão Preto. Realizou pós-doutoramento (1990-1992) na Harvard University, nos Estados Unidos. É coordenador adjunto da Área de Saúde da Fapesp desde 2005, e membro da Academia Brasileira de Ciências desde 2007. É pesquisador 1A do CNPq desde 1996. Foi coordenador do Comitê de Saúde do CNPq (2003 a 2005). Foi eleito como representante de São Paulo junto ao Conselho Federal de Medicina (1998 a 2004). Na Unicamp, foi coordenador da Subcomissão de Pós-Graduação em Clínica Médica (1994-1996) e coordenador da Comissão de Pós-Graduação da FCM (1996-1998). Foi Diretor da FCM (1998 a 2002), e representante docente no Conselho Universitário (2003 a 2005), eleito após expressiva votação. No período entre maio de 2009 e junho de 2010, foi diretor “pro-tempore” da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) em Limeira. Em 1992, recebeu o prêmio “New Investigator Award” da Sociedade Americana de Endocrinologia e obteve o reconhecimento acadêmico “Zeferino Vaz” da Unicamp por duas vezes, em 1997 e 2004. Em 2008, foi laureado Comendador da Ordem do Mérito Científico pela Presidência da República.