Notícia

Jornal da USP online

Conselho Consultivo discute ações para aproximar a USP da sociedade

Publicado em 20 dezembro 2018

Em sua última reunião do ano, realizada no dia 19 de dezembro, o Conselho Consultivo da USP discutiu algumas das ações desenvolvidas pela Universidade para aprofundar suas relações com a sociedade.

“O principal mote desta gestão é aumentar a interação da USP com a sociedade, com o governo, com a indústria, aumentando a sua visibilidade”, explicou o reitor Vahan Agopyan.

Iniciando a pauta, o vice-reitor Antonio Carlos Hernandes apresentou aos conselheiros o Programa USP Municípios, cujo objetivo é construir parcerias que promovam o desenvolvimento local e regional das cidades do Estado de São Paulo. Ainda na fase piloto, o programa é estruturado em cinco ações estratégicas: a elaboração de projetos de impacto econômico e social; o estímulo à educação e ao esporte; o desenvolvimento de gestores municipais; a promoção de atividades voltadas para orientação e capacitação da comunidade; e a gestão de indicadores.

Hernandes também falou do programa Vem pra USP!, uma parceria com a Secretaria Estadual da Educação para valorizar os estudantes da rede pública, incentivá-los a estudar na Universidade e prepará-los para o vestibular. Uma das ações do programa é a Competição USP de Conhecimentos (CUCo), que premia os melhores alunos da rede pública com visitas a laboratórios da USP, acesso a videoaulas especiais de preparação para o vestibular e isenção da taxa de inscrição da Fuvest.

Em seguida, a pró-reitora adjunta de Graduação, Maria Vitória Lopes Badra Bentley, apresentou as ações da Pró-Reitoria para aproximar os alunos de Graduação da comunidade como o Programa Aprender na Comunidade, que apoia as ações desenvolvidas fora dos muros da Universidade, e o Programa de Estímulo ao Ensino da Graduação e o Programa Unificado de Bolsas, que oferecem bolsas aos alunos com necessidades socioeconômicas.

Por último, a pró-reitora de Cultura e Extensão Universitária, Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado, apresentou os Centros de Cultura e Extensão da USP – como a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, a Osusp, o Engenho dos Erasmos e o Parque CienTec – e os diversos programas da Pró-Reitoria que oferecem atividades culturais, de capacitação e serviços para a comunidade.

O que é

O Conselho Consultivo tem, entre outras, as atribuições de apresentar subsídios para a fixação das diretrizes e da política geral da Universidade; opinar sobre assuntos que lhe forem submetidos pelo reitor e pelo Conselho Universitário (Co); e opinar sobre o desempenho da Universidade.

Esse foi o terceiro encontro promovido pela atual gestão da Reitoria com o Conselho neste ano. O primeiro foi realizado em maio e o segundo, em setembro. Entre os temas abordados nos encontros anteriores estão o Escritório de Desenvolvimento de Parcerias da USP, o endowment central da Universidade, o Programa Parceiros Estratégicos e o Centro de Inovação da USP.

Além do reitor Vahan Agopyan e do vice-reitor Antonio Carlos Hernandes, integram o Conselho o pró-reitor de Pós-Graduação, Carlos Gilberto Carlotti Junior; o pró-reitor de Pesquisa, Sylvio Roberto Accioly Canuto; o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto; a presidente do Conselho de Administração do Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), Maria Alice Setúbal; o economista José Alexandre Scheikman; o engenheiro Pedro Wongtschowski; o secretário-executivo da Comissão Brasileira Justiça e Paz da Conferência Nacional dos Bispos no Brasil (CNBB), Carlos Alves Moura; a ex-ministra de Administração e Reforma do Estado, Cláudia Costin; e o representante da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Fernando Ferreira Costa.