Notícia

Envolverde

Conselho Acadêmico do Akatu realiza seu primeiro encontro

Publicado em 02 junho 2010

Por Redação Akatu

Grupo reúne professores, especialistas, pesquisadores e estudiosos de diferentes áreas relacionadas à questão do consumo e da sustentabilidade

Depois de uma reunião preliminar constitutiva em outubro de 2009, o Conselho Acadêmico do Instituto Akatu realizou, no último dia 24 de maio, o seu primeiro encontro plenário.

Trata-se de um fórum formado por professores, especialistas, pesquisadores e estudiosos de diferentes áreas relacionadas à questão do consumo e da sustentabilidade.

As funções básicas dos conselheiros são acompanhar e avaliar, nos seus campos de conhecimento, a qualidade científica das hipóteses, teorias e publicações adotadas pelo Akatu. Além disso, os membros do Conselho Acadêmico, que é presidido pelo economista Ricardo Abramovay, da Universidade de São Paulo, sugerem questões, pautas, projetos e discussões com o objetivo de vincular a prática do Instituto ao que de mais avançado se promove hoje na ciência contemporânea.

"Nossa perspectiva é que o Conselho, por meio das suas atribuições possa contribuir para que a credibilidade e a legitimidade pública do Instituto Akatu, expressas em suas ações, se apóiem no que a ciência contemporânea está fazendo nos temas abordados pelo Akatu", afirma Helio Mattar, diretor presidente do Instituto Akatu.

Integram o Conselho, que terá sua próxima reunião em agosto, os seguintes especialistas:

Ricardo Abramovay, professor Titular do Departamento de Economia da FEA, do Instituto de Relações Internacionais e coordenador do Núcleo de Economia Socioambiental da USP. Pesquisador da FAPESP e do CNPq.

Carlos Augusto Monteiro, professor do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da USP. Graduado em Medicina, fez residência e Mestrado em Medicina Preventiva, Doutorado em Saúde Pública, todos cursados na USP, e pós-doutorado no Instituto de Nutrição Humana da Columbia University.

Eduardo Viola, professor titular do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília.

Emilio La Rovere, coordenador do laboratório Interdisciplinar de Meio Ambiente, coordenador executivo do centro de estudos Integrados sobre Meio ambiente e Mudanças climáticas, professor do Instituto de Pós-Graduação e pesquisa de Engenharia (COPPE) - UFRJ.

Fátima Portilho, professora Adjunta do CPDA (Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade), da UFRRJ. Doutora em Ciências Sociais pela UNICAMP (2003), com Doutorado Sandwich na Oxford University (2002). Mestre em Psicossociologia das Comunidades e Ecologia Social pelo Programa EICOS da UFRJ (1997).

Jurandir Zullo, do centro de pesquisas meteorológicas e climáticas aplicadas à agricultura (CEPAGRI) da Unicamp.

Livia Barbosa, diretora de Pesquisa do Centro de Altos Estudos da ESPM (CAEPM). Mestre em Ciências Sociais pela Universidade de Chicago, Doutora em Antropologia Social pela UFRJ e pós-doutora pela Universidade de Tóquio. Especialista em consumo com vários livros publicados sobre o tema. Desenvolve pesquisa em parceira com a Toledo Associados sobre Hábitos Alimentares na Sociedade Brasileira.

Mário Monzoni, coordenador do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV-SP.

Nísia Werneck, membro da Fundação Dom Cabral e especialista em análise econômica do desenvolvimento urbano pela UFMG.

Roberto Schaeffer, professor Associado do Programa de Planejamento Energético da COPPE/UFRJ. Anteriormente foi Professor Visitante do Centro para Energia e Meio Ambiente da Universidade da Pensilvânia, EUA, onde também obteve o título de Ph.D. em Política Energética. Dr. Schaeffer já orientou mais de 80 teses de mestrado e de doutorado, e publicou mais de 100 trabalhos científicos nas áreas de energia e de meio ambiente.

(Envolverde/Instituto Akatu)