Notícia

Secretaria de Ensino Superior (SP)

Conrado Wessel divulga ganhadores

Publicado em 20 março 2009

Comissão analisou uma lista de indicações feitas por instituições de ensino e pesquisa do Brasil.

A Fundação Conrado Wessel (FCW) divulgou nesta quinta-feira (19/3) os vencedores do Prêmio FCW de Ciência e Cultura 2008. Os escolhidos são: Ariano Suassuna (Cultura), Ernesto Paterniani (Ciência Aplicada), Fúlvio Pileggi (Medicina) e Leopoldo de Meis (Ciência Geral).

Pileggi, nascido em 1927, é professor emérito da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Foi diretor geral do Instituto do Coração e entre as distinções que recebeu estão a de Comendador da Ordem do Rio Branco, Comendador da Ordem do Ipiranga, Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico e Cavaleiro da Ordem Al Merito Della Republica Italiana.

De Meis, nascido em 1939, é professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Dedica-se ao estudo dos mecanismos de transdução de energia em sistemas biológicos, transporte ativo de íons e síntese e hidrólise de ATP. Entre os títulos que recebeu estão o de doutor honoris causa da Universidade de Buenos Aires e a Medalha Carlos Chagas Filho de Mérito Científico.

Paterniani, nascido em 1928, foi chefe do Departamento de Genética, diretor do Instituto de Genética e coordenador de cursos de pós-graduação da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP. Desenvolveu metodologias para identificação das melhores fontes de germoplasma de milho e criou variedades empregadas como fonte de linhagens para a obtenção de híbridos comerciais. Também é membro da Ordem Nacional do Mérito Científico na classe Grã-Cruz.

Nascido em 1927, Suassuna, dramaturgo, romancista e poeta, é autor de O castigo da soberba (1953), O rico avarento (1954), Auto da Compadecida (1955), Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta (1971) e Fernando e Isaura (1956).

O Prêmio FCW de Cultura teve sua abrangência ampliada, diferentemente dos anos anteriores, quando foram escolhidos grandes nomes sob o prisma exclusivo da literatura, em prosa, ficção e crítica literária ou poesia. Passou a compreender, também, a visão histórica, estética e social, expressa e realizada pelo premiado por meio das letras e das ciências humanas e sociais. Segundo os organizadores, Suassuna foi escolhido "em razão de sua atuação na promoção da cultura brasileira, especialmente a nordestina".

Cada vencedor receberá um prêmio de R$ 200 mil. Os nomes foram escolhidos por uma comissão julgadora que analisou uma lista de indicações feitas por instituições de ensino e pesquisa do Brasil.

Os júris das quatro categorias foram compostos por membros das instituições parceiras: Academia Brasileira de Ciências, Academia Brasileira de Letras, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Centro Técnico Aeroespacial, Fundação Conrado Wessel, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e por representantes dos Ministérios da Educação e da Saúde e Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca.

A Fundação Conrado Wessel foi criada em 1994, após o falecimento do fotógrafo Ubaldo Augusto Conrado Wessel, que explicitou em testamento seu desejo de criar uma fundação voltada para a filantropia, o fomento e apoio às atividades culturais, artísticas e científicas no Brasil. A Fundação distribui, anualmente, desde 2003, mais de R$ 1,2 milhão em prêmios, por meio do Prêmio FCW de Arte, Ciência e Cultura.