Notícia

Agora Vale

Conhecimento ampliado

Publicado em 30 setembro 2011

Agência FAPESP – A Biblioteca do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) importou 300 títulos, distribuídos em 399 volumes de livros, com apoio do Programa Fap-Livros VI, da FAPESP. O programa apoia a aquisição de publicações destinadas a pesquisa científica e tecnológica para atualização do acervo de bibliotecas do Estado de São Paulo.

Foram mais de US$ 55 mil utilizados em conhecimento disponível para acesso público. Para participar, os pesquisadores do IPT precisavam estar vinculados a solicitações de qualquer natureza apoiadas pela FAPESP no período de 2003 a 2009.

“O IPT participou de todas as chamadas do Fap-Livros e com isso teve a oportunidade de atualizar o seu acervo com a aquisição de livros nacionais e internacionais de qualidade destinados à pesquisa científica e tecnológica”, disse Andreza Milham, bibliotecária do Departamento de Acervo e Informação Tecnológica (Dait) do IPT.

O pesquisador responsável pela proposta perante a FAPESP deveria possuir título de doutor ou qualificação equivalente e ser membro do corpo de pesquisadores da unidade à qual pertence a biblioteca solicitante. O valor total da chamada foi de R$ 25 milhões.

Para esta chamada, que começou em 2009, os pesquisadores do IPT solicitaram publicações da área têxtil, processos e produtos, estruturas e equipamentos, obras de infraestrutura, metrologia de fluidos, recursos florestais, química e de gestão tecnológica.

O pesquisador do IPT que mais solicitou livros foi João Poço, do Centro de Tecnologia de Processos e Produtos (CTPP). Ele indicou a compra de livros para a área de polímeros e suas interfaces com catálise e nanotecnologia para o projeto “Prumo – Projetos de Unidades Móveis de atendimento tecnológico a micro e pequenas empresas do setor industrial de transformação de plásticos”, coordenado pelo pesquisador Silas Derenzo, que atua na mesma área de pesquisa.

“Para o IPT os livros são o passado, o presente e o futuro. Eles são fonte de consulta, de know-how, aceleram o desenvolvimento e permitem que não se reinvente a roda, mas se invente a partir da roda. É preciso lembrar que o conhecimento raramente muda, ele evolui”, avaliou Poço.

Na opinião dele, o trabalho de técnicos e pesquisadores deveria começar na biblioteca. Ele diz que a consulta de livros formou o seu conhecimento atual e é uma das fontes de pesquisa que mais podem enriquecer o trabalho de um pesquisador. “Os livros da biblioteca do IPT foram úteis em projetos de pesquisa, projetos para empresas, pareceres e para métodos analíticos clássicos”, ressaltou.

Os interessados em consultar as obras poderão acessar o site www.ipt.br/_externo.php?url=http://aleph.ipt.br/F, onde está disponível uma lista completa das publicações adquiridas.

O público externo também pode ter acesso às obras. Para o empréstimo é necessário comprovar vínculo com instituições que disponibilizem formulários de empréstimo entre bibliotecas. A Biblioteca do IPT está aberta das 9h às 16h30 e conta com um acervo de 100 mil títulos e de 700 periódicos.

Mais informações: www.ipt.br/noticia/409-conhecimento_ampliado.htm.