Notícia

MSN

Conheça os brasileiros que driblaram a aposentadoria

Publicado em 02 agosto 2017

Por José Vicente Bernardo, Gabriela Arbex, Giulianna Iodice, Leandro Manzoni e Marcos Lauro

 

SAÚDE E AÇÃO SOCIAL
Drauzio Varella

SAÚDE E AÇÃO SOCIAL

Drauzio Varella

Consultas, palestras, entrevistas, pesquisas, trabalho voluntário, programas de TV, canal no YouTube, site, aplicativos, livros, maratonas... A rotina do dr. Drauzio Varella, 74 anos, oncologista formado pela USP, é assombrosa.

Até recentemente, depois de 20 maratonas e antes de lesionar o pé esquerdo treinando, ainda achava tempo para subir escadas - poder subir escadas é o objeto de desejo de muita gente quando pensa em velhice. No caso do dr. Drauzio, a tarefa tinha um grau maior de dificuldade: duas vezes por semana, ele subia os 16 andares do prédio onde mora dez vezes seguidas! Descia pelo elevador “para não forçar o joelho”.

É um dos fundadores do Curso Objetivo, onde deu aulas (depois daria aulas em faculdades e instituições do Brasil e do exterior), e por 20 anos dirigiu o serviço de Imunologia do Hospital do Câncer, em São Paulo. Foi um dos pioneiros no estudo e na conscientização da população sobre os perigos da aids. Como parte de suas pesquisas, entre 1989 e 2002 frequentou como médico voluntário a Casa de Detenção do Carandiru, de onde tirou inspiração e informações para escrever o premiado Estação Carandiru.

Em parceria com o Hospital Sírio-Libanês, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a Universidade Paulista (Unip), dirige um projeto de prospecção de plantas brasileiras para testes em tumores e bactérias resistentes a antibióticos.

No dia 13 de maio de 2017, lançou Prisioneiras, 15º livro, ao qual dedicou dois anos de trabalho e no qual relata sua experiência na Penitenciária Feminina de São Paulo, onde também atua como voluntário. Conta que aprendeu a escrever “em qualquer lugar”, como durante os voos e nas salas de embarque durante os bate-voltas que é obrigado a fazer, entre “vozes esganiçadas e choros de bebê”.