Notícia

Revista Amazônia

Congresso de Micologia reúne mais de 700 estudiosos de fungos em Manaus

Publicado em 26 junho 2019

Por Comunicação | INPA

Até quinta (27/06) acontece em Manaus o IX Congresso Brasileiro de Micologia, CBMy 2019, que reúne mais de 700 estudantes de graduação e pós-graduação, professores e pesquisadores interessados nos estudos dos fungos. O evento possui uma vasta programação científica, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, incluindo várias áreas de aplicação da micologia como médica, ambiental, agronômica, biotecnológica, farmacológica e uso na alimentação.

Cerca de 100 palestras e 500 posters serão apresentados durante o Congresso, que pela primeira vez é realizado em Manaus. Minicursos, visitas técnicas, Concurso de Fotografia e o prêmio Augusto Chaves Batista para condecorar os melhores trabalhos de micologia constam na programação. Na oportunidade, os Correios lançam o Selo Mercosul da Diversidade de Fungos.

“Temos na Amazônia uma das maiores diversidades de plantas e fungos e muitos cursos de pós-graduação que abrangem a micologia. Então, o evento contribui para ampliarmos nossas cooperações, intercâmbio com outros professores do Brasil e do exterior, além de incentivar novos micologistas”, disse a presidente da Comissão Organizadora do Congresso, a pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) Maria Aparecida de Jesus.

Promovido pela Sociedade Brasileira de Micologia (SBMy), o Congresso é realizado em parceria com o Inpa, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Instituto Leônidas e Maira Deane (Fiocruz Amazônia), Embrapa Amazônia Ocidental e Fundação de Medicina Tropical. Conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas(Fapeam), Empresa Estadual de Turismo do Amazonas e Secretaria de Cultura de Estado do Amazonas.

O Inpa atua com micologia há mais de três décadas. São pesquisados no Instituto infecções fúngicas graves como paracoccidioidomicose e histoplasmose, problemas econômicos causados em plantas por doenças fúngicas, biodiversidade, taxonomia (identificação e classificação) e etnomicologia (estudos do papel dos cogumelos) de povos indígenas, como os yanomami que usam cogumelos como fonte de alimento.

Para o coordenador de Pesquisas do Inpa, João Vicente Braga, que na cerimônia de abertura do evento representou a diretora do Inpa Antonia Franco, a pesquisa em Micologia a cada dia apresenta-se cada vez mais promissora. Há 20 anos Souza trabalha com fungos.

“As tecnologias com os fungos mudou o mundo. Desde o pãozinho de cada dia, antimicrobianos, enzimas de interesse industrial, bebidas fermentadas e até mesmo os biocombustíveis. Também mudaram a forma de ver as doenças infectocontagiosas”, lembra Souza, destacando que com o advento pós-aids houve aumento das infecções fúngicas como candidoses, aspergilose e criptococose.

Palestrantes Internacionais

A palestra de abertura foi ministrada pelo renomado pesquisador holandês Sybren de Hoog, do *Westerdijk Fungal Biodiversity Institute* que falou sobre graves infecções fúngicas. Apesar de ser um evento nacional, vários palestrantes estrangeiros participam do Congresso a fim de despertar vocações em áreas ainda incipientes no Brasil.

Entre eles estão também o professor mexicano da Universidad de Veracruzana Angel Trigos que tratou sobre “Peróxido de ergosterol, metabólito bioativo comumente obtido em bioprospecção de fungos” e a pesquisadora da Guatemala Maura Quezada Aguilar que falou sobre “A influência das mudanças climáticas no desenvolvimento dos fungos”.

Homenagem

Uma das maiores micologistas brasileiras, a pesquisadora Vera Bononi, foi homenageada no IX CBMy. Desde a década de 1960 Bononi contribui para o conhecimento da biodiversidade, para a gestão da pesquisa ambiental e à conservação da biodiversidade em São Paulo, onde tem atuado como pesquisadora e gestora pública na área ambiental. Há 50 anos, os micologistas do Brasil não chegavam a dez, segundo a pesquisadora.

“Fiquei muito emocionada com a homenagem, certamente muitos pesquisadores aqui merecem a mesma honra. Esse destaque me deixa muito feliz e desejo aos mais jovens sucesso e reconhecimento do trabalho deles, principalmente nessa época difícil em que a gente vive”, disse Bononi.

A placa de homenagem foi entregue pelo reitor da Universidade Federal do ABC, Dacio Matheus. “Para mim é uma honra estar aqui como ex-orientando dela, minha carreira começou sob orientação da doutora Vera, e é um prazer estar reunido com os micologistas do Brasil”, disse Matheus.

Paralelo ao evento, podem ser encontrados no Vasco Vasques artesanatos locais e livros da Editora Inpa.

Serviço: IX Congresso Brasileiro de Micologia – CBMy, da Sociedade Brasileira de Micologia – SBMy. Local: Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, de 24 à 27/06 a partir de 8h.

Programação Completa

Programação

– 24/06:

08h: Credenciamento, Entrada do Centro de Convenções Vasco Vasques

Local: Auditório – Rio Amazonas

10h30 – 11h15: Conferência de Abertura: Severe fungal infection: this is often not a pathogen

Conferencista: Dr. Sybren de Hoog – Westerdijk Fungal Biodiversity Institute – Holanda

11h30:: Coquetel

Local: Sala Rio Solimões

13h30 – 15h00 Mesa redonda 1 – Micotoxinas: desafio global, coordenador: Dr. Otniel Freitas Silva

13h30 – 13h45: Identificação de fungos (Penicillum e Aspergillus) toxigênicos, Dr. Luís Roberto Batista – UFLA

13h45 – 14h00: Estratégias de prevenção e de descontaminação de fungos toxigênicos e micotoxinas em alimentos. Dra. Geovana Dagostim Savi Bortolotto – UNESC

14h00 – 14h15: Micotoxina na Região Amazônica: passado e futuro, Dra. Ariane Kluzlovski – UFAM

14h15 – 14h30: Fungal and Mycotoxin Contamination in Capsicum Pepper and in its Derivatives, Dr. Cledir Santos – Universidad de La Frontera – Chile

Local: Rio Madeira

13h30 – 15h00: Mesa redonda 2 – Diversidade, Ecologia e Interações dos Liquens: Antártica a Amazônia. Coordenadora: Dra. Marcela Eugenia Cáceres – UFS

13h30 – 13h50: Diversidade e endemismo de liquens na Amazônia, Dra. Marcela Eugenia Cáceres – UFS

13h50 – 14h10: Diversidade e sistemática de Graphidaceae no Brasil, Dra. Shirley Cunha Feuerstein – UFRGS

14h10 – 14h30: Lichens from the Reserva Florestal Adolpho Ducke, Dr. André Aptroot – ABL Herbarium – Holanda

14h30 – 14h50: A Liquenologia na região Sul do Brasil, Dr. Emerson Gumboski – UNIVILLE

Local: Rio Purus

13h30 – 15h00: Mesa redonda 3. Fungos micorrízicos e suas associações com as plantas superiores, Coordenador: Luiz Antônio de Oliveira – INPA

13h30 – 13h50: Qual a relevância das espécies esporocárpicas na taxonomia e sistemática de Glomeromycota? Dr. Bruno Tomio Goto – UFRN

13h50 – 14h10: Ectomicorrizas no Sul do Brasil, Dra. Maria Alice Neves – UFSC

14h10 – 14h30: Colonização das raízes por fungos micorrizicos arbusculares em plantas da Amazônia, Dr. Luiz Antônio de Oliveira – INPA

Local: Rio Negro

13h30 – 15h00: Mesa redonda 4. Infecções fúngicas em animais, Coordenadora: Dra. Vânia Aparecida Vicente – UFPR

13h30 – 13h50: Lethargic crab disease: emergent mycosis, neglection, and anecdotes, Dr. Walter Antonio Pereira Boeger – UFPR

13h50 – 14h10: Fungal infections in animals: an overview of the different categories, Dra. Vânia Aparecida Vicente – UFPR

14h10 – 14h30: The human – animal – environment interface in mycoses diseases, Dr. Marconi Rodrigues de Farias – PPGCA – PUCPR

Local: Rio Amazonas

13h30 – 15h00: Simpósio. Reconhecimento de Diversidade críptica e de grupos de fungos ainda pouco estudados, Coordenador: Dr. Elisandro Ricardo Drechsler dos Santos – UFSC

13h30 – 13h50: Ascomicetos assexuais decompositores da Amazônia brasileira, Dra. Flávia Rodrigues Barbosa – UFMT

13h50 – 14h10: Florestas tropicais secas brasileiras como ‘hotspot’ da diversidade de fungos endofítico, Dr. Jadson Diogo Pereira Bezerra – UFPE

14h10 – 14h30: Identificación y diversidad de Thelephoraceae en Patagonia: avances y dificultades, Dr. Francisco Kuhar – IMBIV – CONICET – UNC – Argentina

14h30 – 14h50: Using amplicon and shotgun metagenomics to uncover cryptic fungal diversity in distinct substrates, Dr. Aristóteles Góes Neto – UFMG

Cofee Break

Local: Rio Solimões

15h30 – 17h00: Mesa redonda 5. Bioprospeção e aplicação dos fungos em diferentes processos, Coordenador: Dr. Cledir Santos – Universidad de La Frontera – Chile.

15h30 – 15h50: Peróxido de ergosterol, metabolito bioctivo comúnmente obtenido en trabajos de bioprospección Fúngica, Dr. Trigos Landa Angel Rafael – Universidad Veracruzana – México

15h50 – 16h10: Fármacos com atividade anticâncer derivados de fungos, Dr. Manoel Odorico de Moraes Filho – UFC

16h10 – 16h30: Química de fungos na Amazônia, Dr. Afonso Duarte Leão de Souza – UFAM

Local: Rio Negro

15h30 – 17h00: Mesa redonda 6. Infecções fúngicas versus notificação compulsória, Coordenadora: Kátia Santana Cruz – FMT – HVD

15h30 – 15h50: Coccidioidomicose: uma doença negligenciada no Nordeste brasileiro, Dra. Rossana de Aguiar Cordeiro – UFC

15h50 – 16h10: Esporotricose: perfil de virulência das espécies e epidemiologia molecular dessa doença de notificação compulsória, Dr. Manoel Marques Evangelista de Oliveira – INI – Fiocruz

16h10 – 16h30: A face oculta da criptococose: mortalidade no Brasil (2000 – 2012), Dr. Ziadir Coutinho – ENSP – FIOCRUZ

16h30 – 16h50: Cromomicose: Impactos desta doença negligenciada, Dr. Moises Batista da Silva – UFPA

Local: Rio Madeira

15h30 – 17h00: Mesa redonda 7. Micodiversidade em nichos inexplorados ou negligenciados, Coordenador: Dr. Robert Weingart Barreto – UFV

15h30 – 15h50: Micoparasitas de Hemileia vastatrix, Dr. Adans Augustin Colmán – UFV

15h50 – 16h10: Fungos de um nicho ancestral: fungos fitopatogênicos em pteridófitas no Brasil, Dr. Eduardo Guatimosim – FURG

16h10 – 16h30: Diversidade na superfície: ascomicetos epifíticos, Dr. André Luiz Firmino – UFU

16h30 – 16h50: Fungos zigospóricos em substratos repugnantes: diversidade em excrementos de animais do Brasil, Dr. André Luiz Cabral Monteiro de Azevedo Santiago – UFPE

Local: Rio Purus

15h30 – 17h00: Mesa redonda 8. Potencial biotecnológico dos fungos, Coordenadora: Dra. Ormezinda Celeste Cristo Fernandes – ILMD/Fiocruz Amazônia

15h30 – 15h50: Produção de asparaginase por Fungos, Dr. Adalberto Pessoa Junior – USP – SP

15h50 – 16h10: La tecnología que acompaña nuestro futuro podría estar bio – inspirada em la micodiversidad nativa: una plétora de actividades promisorias al hacer micoprospección en Manaus, Amazonas”, Dra. Julia Ines Fariña – PROIMI – CONICET – Argentina

16h10 – 16h30: Produção de enzimas industriais porTrichoderma sp, Dra. Ayla Sant’Ana da Silva – INT – MCTIC

16h30 – 16h45: Metabólitos secundários de fungos contra biofilmes patogênicos, Dra. Kamila Tomoko Yuyama – Embrapa Amazônia Ocidental

Local: Rio Amazonas

15h30 – 17h00: Simpósio. Reconhecimento de Diversidade críptica e de grupos de fungos ainda pouco estudados, Coordenador: Dr. Elisandro Ricardo Drechsler dos Santos – UFSC

15h30 – 15h50: Taxonomia, filogenia e tempo de divergência de políporos ganodermatoides, Dr. Diogo Henrique Costa de Rezende – UFSC

15h50 – 16h10: Fungos micorrízicos arbusculares em ambientes aquáticos: o que estamos negligênciado? Dr. Bruno Tomio Goto – UFRN

16h30 – 16h50: Fungos hipógeos (Ascomycota e Basidiomycota) no Brasil, o que há para descobrir? Dr. Marcelo Aloisio Sulzbacher – UFSM

Local: Rio Amazonas

17h – 17h45: Conferência 1: Etnomicologia dos Yanomami: histórico e atualidades, Dra. Noemia Kazue Ishikawa – INPA

18h00 – 18:20: Lançamento da Coleção Emissão Postal Especial Série Mercosul: Diversidade de Fungos, Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos

18h30 – 19h30: Avaliação dos pôsteres

– 25/06:

8h00 – 12h00: Minicursos Quimica de fungos, Identificação de fungos Aspergillus e Penicillium toxigênicos

9h00 – 12h00: Visitação, Herbário – INPA; Coleção Microbiológica – INPA; Casa e Bosque da Ciência – INPA

Local: Rio Amazonas

13h30 – 14h15: Conferência: Influência das mudanças climáticas no desenvolvimento dos fungos, Dra. Maura Liseth Quezada Aguilar – Guatemala

13h – 14h: Colocação dos Pôsteres.

Local: Rio Amazonas

14h30 – 16h: Mesa redonda 1. Os avanços da aplicabilidade de fungos na biorremediação de ambientes contaminados no Brasil, Coordenadora: Dra. Luciana Jandelli Gimenes – CEPEMA – USP

14h50 – 15h10: Biodegradação de plásticos e reciclagem de compostos orgânicos na produção de novos materiais, Dr. Luciano Aparecido Panagio – UEL

15h10 – 15h30: O papel da biología computacional na biorremediação, Dra. Glauciane Danusa Coelho – UFCG

15h30 – 15h50: A interação entre fungos filamentosos e metais utilizados para biorremediação em ambientes contaminados, Dra. Luciana Jandelli Gimenes – CEPEMA – USP

Local: Rio Solimões

14h30 – 16h00: Simpósio: Rede Insetos e fungos da Amazônia, Coordenador: Dr. Marcos José Salgado Vital – UFRR

14h30 – 14h50: Mesa redonda 1. A Rede Insetos e fungos da Amazônia, construindo uma integração entre redes entomológicas e micélios fúngicos, Dr. Marcos José Salgado Vital – UFRR

14h50 – 15h10: Insetos aquáticos: um habitat para fungos? Dra. Ana Maria Oliveira Pes – INPA

15h10h – 15h30: Estratégias conjuntas de estudo em insetos e fungos: métodos e técnicas, facilidades e limitações, Msc. Keyty Almeida de Oliveira – UFRR

15h30 – 15h50: Os fungos no trato digestivo de fragmentadores em riachos do Parque estadual do Lajeado (cerrado denso estrito senso) e igarapés da Floresta Nacional do Tapajós, Dr. Taides Tavares dos Santos – UFT

Local: Rio Negro

14h30 – 16h: Mesa redonda 2. Principais avanços tecnológicos e novas ferramentas para o diagnóstico das infecções fúngicas, Coordenadora: Dra. Maria Luiza Moretti – UNICAMP

14h30 – 14h50h: Metodologias moleculares para diagnóstico de infecção fúngica, aplicações clínicas e para investigações epidemiológicas, Dra. Maria Luiza Moretti – UNICAMP

14h50 – 15h10: Avanços da Espectrometria de Massas MALDI – TOF para diagnóstico de infecções fúngicas invasivas, Dr. João Nobrega de Almeida Júnior – USP – SP

15h10 – 15h30: Diagnosing and tracking fungal outbreaks in the twenty – first century, Dr. Anderson Messias Rodrigues – UNIFESP

Local: Rio Purus

14h30 – 16h: Mesa redonda 3. Mixomicetos do Brasil: o que sabemos além da taxonomia? Coordenadora: Dra. Solange Xavier Dos Santos – UEG

14h30 – 14h50: A Mixobiota de manguezais e a ocupação de microhabitats, Dra. Laise de Holanda Cavalcante Andrade – UFPE

14h50 – 15h10: Padrões ecológicos da mixobiota em diferentes fitofisionomias do Cerrado, Dra. Solange Xavier dos Santos – UEG

15h10 – 15h30: Mixomicetos associados a doenças de plantas: verdade ou mitos, Dr. Leandro de Almeida Neves Nepomuceno Agra – UNB

15h30 – 15h50: Atividade antimicrobiana em metabólitos produzidos por mixomicetos, Dra. Sheyla Mara de Almeida Ribeiro – UFPA

16h – 16h30: Coffee break

Local: Rio Solimões

16h30 – 18h: Mesa redonda 4. Avanços científicos e tecnológicos da pós – graduação aplicados à micologia no Brasil, Coordenador: Dr. Elisandro Ricardo Drechsler – Santos – UFSC

16h30 – 16h50h: Formação de recursos humanos em micologia na Pós – Graduação do sul do Brasil, Dr. Elisandro Ricardo Drechsler – Santos – UFSC

16h50 – 17h10: Panorama Geral da Micologia e sua relação com os Cursos de Pós – Graduação no Estado do Amazonas, Dra. Sônia Maria da Silva Carvalho Carvalho – UFAM

17h10 – 17h30: Contribuição da micologia na área de Ciências Biológicas III (CAPES) e o impacto dos cursos de mestrado e doutorado profissionais, Dr. Carlos Pelleschi Taborda – USP

17h30 – 17h50: PPG – Biologia de Fungos: 39 anos contribuindo para a Micologia Brasileira, Dra. Elaine Malosso – UFPE

Local: Rio Negro

16h30 – 18h: Mesa redonda 5. Macrofungos (Basidiomycetes): Potencial e aplicabilidades, Coordenadora: Dra. Ceci Sales Campos – INPA

16h30 – 16h50: Macromicetos amazônicos: potenciais biotecnológicos de modo sustentável, Dra. Ceci Sales Campos – INPA

16h50 – 17h10: Diversidade de cogumelos funcionais e sua importância na saúde humana, Dra. Arailde Fontes Urben – Embrapa – Recursos Genéticos e Biotecnológicos

17h10 – 17h30: Macrofungos amazônicos e seus metabólitos: potencial antimicrobiano e de biorremediador, Dra. Marli Camassorla – UCS

Local: Rio Amazonas

16h30 – 18h: Mesa redonda 6. Insect fungiculture and associated systems (Evolução da fungicultura por insetos e sistemas associados), Dr. André Rodrigues – UNESP – RC

16h30 – 16h40: On several aspects of lower attine ant fungi, Dr. Pepijn Kooij – RBG Kew – Reino Unido

16h40 – 16h50: Genomic signatures of coral mushroom cultivar domestication in the fungus – farming ant mutualism, Dr. Bryn Dentinger – NHM Utah – EUA

16h50 – 17h00: Phylogenetic and evolutionary relationship of Apterostigma cultivars, MSc. Caio Ambrósio Leal – Dutra – Aberystwyth University – Reino Unido

17h00 – 17h10: Escovopsis, a hyperdiverse genus of parasites from attine ant gardens, Dr. André Rodrigues – UNESP – RC

17h10 – 17h30: The role of fungi in the development of stingless bees: an endangered relationship, Dra. Roberta Cornélio Ferreira Nocelli – UFSCar – Araras

Local: Rio Amazonas

17h30 – 18h15: Conferência: Diversidade de fungos no Brasil representada por marcadores moleculares gerados ao longo de 20 anos, Dr. Nelson Menolli Júnior – IFSP

Local: Rio Madeira

14h30 – 18h: Prêmio Augusto Chaves Batista (Apresentações Orais), Presidente: Dra. Oliane Magalhães – UFPE

18h – 19h: Avaliação dos Pôsteres

19h30: Teatro Amazonas (sorteio de Ingressos)

– 26/06

Local: Rio Amazonas

13h30 – 14h15: A importância do Herbário Virtual para o reconhecimento da diversidade de fungos do Brasil, Dra. Leonor Costa Maia – UFPE

13h: Colocação dos Pôsteres

Local: Rio Purus

14h30 – 16h: Mesa redonda 1. Coleções de culturas fúngicas no Brasil: Tendências e potencialidades, Coordenadora: Dra. Derlene Attili de Angelis – CBMAI

14h30 – 14h50: Impactos da certificação sobre a qualidade dos serviços prestados pela Micoteca URM da UFPE, Dra. Cristina Maria Souza Motta – UFPE

15h10 – 15h30: Novo cenário para as coleções de serviços no Século XXI, Dra. Derlene Attili de Angelis – CBMAI

15h30 – 15h50: Rede Brasileira de Centros de Recursos Biológicos, Dra. Manuela da Silva – Fiocruz – RJ

Local: Rio Solimões

14h30 – 14h45: Mesa Redonda 2: Macrofungos (Basidiomycetes) no Brasil, Coordenador: Dr. Juliano Marcon Baltazar – UFSCar

14h45 – 15h00: Redeterminando a diversidade de fungos corticioides por meio de sequências Neotropicais, Dra .Carla Rejane Souza de Lira – UFPE

15h00h – 15h15: Filogenômica em Agaricales, Dr. Jadson José Souza de Oliveira – INPA

15h15 – 15h30: Diversidade de fungos cifeloides no Brasil, Dra. Larissa Trierveiler Pereira – FATEC – SP

15h30 – 15h50: Estudos ecológicos sobre fungos poroides no Nordeste e Norte do Brasil, Dra. Tatiana Baptista Gibertoni – UFPE

15h30 – 15h45: Compilando dados para estudos ecológicos e fornecendo subsídios para conservação: a iniciativa dos datapapers e o caso do ATLANTIC FUNGI, Dr. Juliano Marcon Baltazar – UFSCar

Local: Rio Negro

14h30 – 16h: Mesa Redonda 3. Infecções fúngicas em indígenas e outros grupos em situações de vulnerabilidade, Coordenador: Dr. Moisés Batista da Silva – UFPA

14h30 – 14h50: Paracoccidioides lutzii: verdades ou mitos? Dra. Rosane Christine Hahn – UFMT

15h10 – 15h30: Infecções fúngicas cutâneas em povos indígenas, Dr. Marcos César Floriano – UNIFESP

15h30 – 15h50: Lobomicose no Brasil, Dr. Claudio Guedes Salgado – UEPA

Local: Rio Madeira

14h30 – 16h00: Simpósio: Rede Insetos e fungos da Amazônia, Coordenador: Dr. Marcos José Salgado Vital – UFR

14h30 – 14h50: A taxonomia de insetos aquáticos para micologistas, Dra. Ana Maria de Oliveira Pes – INPA

14h50 – 15h10: Diversidade molecular de insetos aquáticos, uma amostra: Stenochironomus, Msc. Giselle Amora Gusmão – INPA

15h10h – 15h30: Os fungos no trato digestivo de fragmentadores em riachos do lavrado de Roraima: uma visão geral, Msc. Joselma Pedrosa da Silva

15h30 – 15h50: Diversidade e atividade celulolítica de fungos associados ao trato digestório de Phylloicus spp. (Trichoptera: Calamoceratidae), Dr. Taides Tavares dos Santos – UFT

Local: Rio Amazonas

14h30 – 16h: Simpósio: Micodiversidade da Amazônia, Coordenadora: Dra. Antônia Queiroz Lima de Souza – UFAM

14h30 – 14h50: Fungos da Amazônia: genoma completo e edição de genoma via CRISPR – CAS9, Dr. Gilvan Ferreira da Silva – Embrapa Amazônia Ocidental

14h50 – 15h10: Fungos endofíticos da Amazônia, Dra. Antônia Queiroz Lima de Souza – UFAM

15h30 – 15h50: Taxonomia e genotipagem de fungos de interesse médico e biotecnológico da Amazônia, Dr. João Vicente Braga de Souza – INPA

16h – 16h30: Coffee break

Local: Rio Negro

16h30 – 18h: Mesa redonda 4. Tratamento convencional, resistência e novas alternativas em Infecções Fúngicas, Coordenador: Dr. Reginaldo Gonçalves de Lima – Neto – UFPE

16h30 – 16h50: Candida auris: um desafio emergente, Dra. Maria Luiza Moretti – UNICAMP

16h50 – 17h10: Exposição ambiental a azólicos e seleção de cepas fúngicas resistentes: impacto clinico, Dra. Danielle Patrícia Cerqueira Macêdo – UFPE

17h10 – 17h30: Terapia antifúngica: onde estamos e para onde vamos, Dra. Silviane Praciano Bandeira – UFC

Local: Rio Purus

16h30 – 18h: Mesa redonda 5. Acervos micológicos dos herbários brasileiros: Retratando as diferenças regionais, Coordenadora: Dra. Leonor Costa Maia – UFPE

16h45 – 17h: Acervo de fungos nos herbários do Sudeste, Dra. Adriana de Mello Gugliotta – IBT

17h – 17h15: Acervo de fungos nos herbários da região Sul, Dra. Rosa Mara Borges da Silveira – UFRGS

17h15 – 17h30: Coleções de Fungos nos herbários da Amazônia, Dra. Helen Maria Pontes Sotão – MPEG

17h30 – 17h45: Acervos micólogicos dos herbários do Nordeste, Dra. Tatiana Baptista Gibertoni – UFPE

17h45 – 18h: A representatividade dos fungos nos herbários do Centro – Oeste, Dra. Solange Xavier dos Santos – UEG

Local: Rio Solimões

16h30 – 18h: Mesa redonda 6. Controle biológico na agricultura mediado por fungos, Coordenador: Dr. Luadir Gasparotto – Embrapa Amazônia Ocidental

16h30 – 16h50: Situação atual do emprego de fungos no controle biológico de invertebrados no Brasil, Dr. Rogério Biaggioni Lopes – Embrapa – Recursos Genéticos e Biotecnológicos

16h50 – 17h10: Biocontrole de doenças foliares e promoção de crescimento de plantas por espécies de Clonostachys, Dr. Lucas Magalhães de Abreu – UFV

17h10 – 17h30: Controle biológico de fitonematoides por fungos, Dr. Gilson Soares da Silva – UEMA

Local: Rio Madeira

16h30 – 18h: Mesa Redonda 7: Fungos zoospóricos de importância ambiental, Coordenador: Dr. Domingos Leite – Unicamp

16h30 – 16h50: Biodiversidade e Importância Ambiental de Organismos Zoospóricos Heterotróficos no Brasil, Dra. Cristiane de Almeida Nascimento – UFPI

16h50 – 17h10: Genomic approaches to understanding the phylogeny and ecology of uncultured fungi dark matter fungi in aquatic ecosystems, Dr. Timothy Yong James – University of Michigan Ann Arbor

17h10 – 17h30: Passado, presente e futuro da quitridiomicose no Brasil, Dr. Domingos Leite – Unicamp

Local: Rio Amazonas

16h30 – 18h00: Simpósio: Micodiversidade da Amazônia, Coordenadora: Dra. Antônia Queiroz Lima de Souza – UFAM

16h30 – 16h45: Micodiversidade micromicetos decompositores de restos vegetais das praias fluviais amazônicas, Dr. Antonio Hernández – Gutiérrez – UFPA

16h45 – 17h00: Amazônia, o centro de dispersão do shiitake e demais espécies de Lentinula? Dr. Nelson Menolli Júnior – IFSP

17h15 – 17h30: Fungos fitopatogênicos da Amazônia, Dr. Daniel Augusto Schurt – Embrapa – Roraima

17h30 – 17h45: Diversidade de Hypoxylaceae na Amazônia Brasileira: Situação atual e expectativa futura para o estudo da família, Msc. Kely da Silva Cruz – Bionorte – UEA

17h40 – 18h30: Conferência: Lei da Biodiversidade, Dra. Manuela da Silva – Fiocruz – RJ

18h– 19h: Avaliação dos pôsteres

20h30: Jantar de adesão (ingressos disponíveis)

– 27/06

Local: Rio Amazonas

8h30 – 11h: Assembleia da Sociedade Brasileira de Micologia

11h – 11h30: Premiação: Augusto Chaves Batista e do melhor Pôster e fotografia

11h30 – 12h30: Cerimônia de encerramento

12h30: Coquetel.

 

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
INPA Amazonas Mais