Notícia

Aduaneiras

COMUNICADO CONJUNTO POR OCASIÃO DO ENCONTRO ENTRE A SENHORA PRESIDENTA DA REPÚBLICA, DILMA ROUSSEFF, E O PRIMEIRO-MINISTRO DA FINLÂNDIA, JYRKI KATAINEN

Publicado em 14 fevereiro 2012

Em 14 de fevereiro de 2012, a Senhora Presidenta da República, Dilma Rousseff, recebeu o Primeiro-Ministro da Finlândia, Jyrki Katainen. Os Chefes de Governo saudaram a intensificação dos laços bilaterais entre os dois países e mapearam áreas de cooperação para os próximos anos. Os dois lados comprometeram-se a desenvolver relacionamento fortalecido sobre temas de política externa.Diálogo político regularReconhecendo o desejo de ambos os Governos de garantir diálogo fluido que lhes permita desenvolver relações bilaterais privilegiadas e identificar possibilidades de mais estreita cooperação e de ações conjuntas no cenário internacional, os dois lados manifestaram interesse em aumentar o nível e a frequência das consultas políticas bilaterais, que se deverão realizar em bases anuais. Comércio Brasil e Finlândia continuarão a promover a intensificação do comércio e dos investimentos bilaterais e apoiam fortemente a conclusão de um Acordo de Associação equilibrado e ambicioso entre o MERCOSUL e a União Europeia. Ambos os países reafirmaram seu compromisso em evitar o protecionismo e avançar na Rodada Doha.

Ciência, tecnologia, inovação e educaçãoReconhecendo a ambição e a visão do programa "Ciência sem Fronteiras", promovido pelo Governo do Brasil, o Governo da Finlândia expressou seu firme compromisso em aprimorar o desenvolvimento de programa de mobilidade para estudantes e pesquisadores de forma a permitir acolhimento de número significativo de estudantes e pesquisadores brasileiros em instituições de ensino avançado e de pesquisa na Finlândia.Representantes da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) deverão assinar, em Helsinque, em março próximo, acordo que permitirá a execução do Programa "Ciência sem Fronteiras" com a Finlândia.Essa parceria irá fortalecer a cooperação acadêmica entre os dois países e constituirá contribuição valiosa para o desenvolvimento científico e econômico brasileiro. Espera-se que pesquisadores e estudantes finlandeses também venham ao Brasil no âmbito do Programa "Ciência sem Fronteiras".

Os dois lados concordaram em incluir o setor empresarial na parceria educacional, como forma de investir na qualificação de funcionários.Os dois lados destacaram o potencial de cooperação bilateral em ciência, tecnologia e inovação, a partir da cooperação entre a Academia da Finlândia (AKA) e instituições brasileiras de fomento à pesquisa, notadamente o CNPq e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).Os dois países saudaram ainda a realização, nos dias 25 a 27 de janeiro passado, no Recife, da primeira "Cúpula Internacional Brasil-Finlândia de Inovação Tecnológica", com a participação de diversas instituições acadêmicas e de pesquisa e desenvolvimento dos dois países, durante a qual foram discutidas propostas de cooperação bilateral envolvendo universidades, indústria e os Governos da Finlândia e do Brasil.

Cooperação em meio ambiente

Com vistas a intensificar a cooperação em meio ambiente, Brasil e Finlândia estão negociando Memorando de Entendimento em Cooperação Ambiental.TurismoOs dois lados concordaram em intensificar a cooperação na área de turismo, explorando o potencial turístico do Brasil no âmbito dos grandes eventos esportivos vindouros, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016, bem como o potencial turístico da Finlândia como destino associado a atividades de inverno.DefesaBrasil e Finlândia manifestaram interesse em explorar as possibilidades de cooperação em matéria de defesa, tanto no que tange à pesquisa e ao desenvolvimento de produtos, assim como no tocante ao intercâmbio de pessoal para troca de experiências.

Conselho de Segurança da ONUBrasil e Finlândia coincidiram na necessidade de promover a atualização das instâncias de governança global a fim de refletir as realidades políticas e econômicas do século XXI. Destacaram a importância do fortalecimento do multilateralismo e da necessidade urgente de proceder à reforma das Nações Unidas, em particular de seu Conselho de Segurança, a fim de torná-lo mais representativo, legítimo e eficaz. Brasil e Finlândia apoiam firmemente a expansão do Conselho de Segurança da ONU nas categorias de membros permanentes e não permanentes. A Presidenta Dilma Rousseff reiterou o apoio do Brasil à candidatura da Finlândia a assento não-permanente do Conselho de Segurança no biênio 2013-2014. O Primeiro-Ministro da Finlândia, Jyrki Katainen, reiterou o apoio da Finlândia ao Brasil como membro permanente de um Conselho de Segurança reformado.

Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) Brasil e Finlândia comprometeram-se a trabalhar em conjunto para o êxito da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que será realizada no Rio de Janeiro, nos dias 20, 21 e 22 de junho de 2012, e reiteraram a importância de buscar garantir representação no mais alto nível.

Fonte: Ministério das Relações Exteriores