Notícia

WNews

Como funciona a nanotecnologia

Publicado em 12 dezembro 2007

Reportagem feita a partir de dúvida de leitor; saiba mais

A base da nanotecnologia é a redução de partículas em escalas até mil vezes menores que na microtecnologia, medida utilizada atualmente, por exemplo, nos chips de computador. De acordo com o pesquisador da USP (Universidade de São Paulo), Henrique Eisi Toma, a nanotecnologia é o próximo passo na evolução da cadeia tecnológica, depois do universo micro. "Com ela é possível alcançar um limite de redução de escala que fará com que os manufaturados que conhecemos hoje sofram alterações nas formas, fórmulas e funções", explica o professor.


Produtos nano

Entre os manufaturados que já estão passando por mudanças graças à nanotecnologia estão, por exemplo, cosméticos mais eficazes, tecidos com funções anti-sépticas, sapatos bactericidas, filtros solares com maior tempo de proteção, remédios com maior poder de cura, enumera o cientista da USP. E, ao contrário do que se pode pensar, os nano produtos estão bem próximos das prateleiras. O primeiro nanofarmaco brasileiro, desenvolvido pela incubadora Incrementha, deve chegar ao mercado no ano que vem.

Outro produto que já está à venda no Brasil é a máquina de lavar roupa que promete eliminar 99,9% das bactérias que ser formam na sua cuba (estrutura onde as roupas são depositadas). A lavadora é coberta por uma resina especial de polipropileno nanoestruturado com partículas de prata. Por enquanto, o polipropileno aditivado com nanopartículas de prata está sendo aplicado apenas na linha de máquinas semi-automáticas.

A Embrapa também tem aplicado a nanotecnologia na indústria alimentícia. Segundo o órgão ligado ao Ministério da Agricultura, o filme comestível é uma espécie de película nano extremamente fina que reveste frutas e legumes focando a conservação dos vegetais. A Embrapa anunciou ainda este ano a criação de um laboratório exclusivamente para pesquisas em nanotecnologia voltadas para agronegócio.


Como tecnologia funciona em produtos

De acordo com a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), a nanotecnologia — que é a construção de estruturas e materiais em escala nanométrica, em medidas equivalentes a 1 milímetro dividido por 1 milhão de vezes — permite a fabricação de produtos com características diferenciadas, porque modifica as propriedades dos materiais no nível atômico.

A resina nanoestruturada de polipropileno com partículas de prata empregada na fabricação da cuba das lavadoras, por exemplo, protege a peça contra ação antimicrobiana. O efeito desinfetante da resina acontece por meio das cargas positivas (íons) da prata — um material conhecido por sua propriedade bactericida há séculos. Elas atraem as cargas negativas das bactérias e causam a ruptura de sua membrana celular por causa da diferença entre a parte interna e externa do microorganismo, provocando sua morte.