Notícia

Fatos PB

Como as empresas podem fazer a captação de recursos para inovação tecnológica

Publicado em 26 outubro 2019

Empresas com grande potencial de ideias e pesquisa que desejam inovar têm um ponto positivo a seu favor: há muitas fontes de recursos disponíveis. Uma das principais dificuldades para que consigam colocar o projeto em ação é quando chega o momento da captação de recursos para inovação tecnológica.Dentre os mecanismos de apoio aos projetos de inovação há o apoio direto e o apoio indireto.

O apoio indireto se refere aos incentivos financeiros, que englobam os financiamentos e empréstimos realizados por agentes governamentais, que podem estar categorizados em financiamentos reembolsáveis, não reembolsáveis e recursos humanos para P,D&I.Já o apoio indireto é caracterizado pelos incentivos fiscais que se referem à redução da carga tributária da pessoa jurídica. Os mecanismos vigentes nessa categoria de apoio são: Lei do Bem, Lei da Informática e o Rota2030.

Marcelo Viana, consultor empresarial da T4 Consultoria, explica que são muitos os órgãos que apoiam projetos de inovação e que podem ser procurados para a captação de recursos para inovação tecnológica:“Há várias linhas apoiadas pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), é sempre válido que o empresário fique de olho nos editais e veja se a proposta está de acordo com os objetivos do negócio. Uma das linhas mais conhecidas da FAPESP é o PIPE (Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas) que apoia a pesquisa científica ou tecnológica, em micro, pequenas e médias empresas”, orienta.Captação de recursos para inovação tecnológica

– Principais apoiadores

Além do PIPE, linha da FAPESP, há também a Finep (Financiadora de Inovação e Pesquisa).

“O interessante da Finep é que apoia a inovação nos negócios em segmentos específicos, como é o caso do Inova Agro (específico para o setor agropecuário), há também o Inova Aerodefesa, que apoia especificamente os setores Aeroespacial, Defesa e Segurança”, explica Viana.Outra linha de financiamento interessante da Finep é a Paiss, que é voltada a projetos que visam o desenvolvimento, a produção e a comercialização de novas tecnologias industriais destinadas ao processamento da biomassa originada da cana-de-açúcar.Inova SaúdePara a área da Saúde, há o Inova Saúde, uma iniciativa que tem o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Finep, em conjunto com o Ministério da Saúde (MS), BNDES e o CNPq.O intuito dessa linha de fomento é apoiar atividades de P,D&I em projetos de instituições públicas e privadas da área do Complexo Econômico e Industrial da Saúde (CEIS). Para essa linha, que faz parte do Plano Inova Empresa, pode-se conseguir até R$3,6 bilhões para inovação do Complexo da Saúde.

BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico Sustentável)Por meio do BNDES pode-se ter acesso a diversas linhas de financiamento de longo prazo, inclusive, no que se refere à inovação, como é o caso do BNDES Finem – Inovação, cujo valor mínimo de financiamento é de R$10 milhões.

Como conseguir financiamento para inovação tecnológicaViana explica que o processo de captação de recursos para inovação tecnológica é o mesmo para qualquer objetivo que o negócio tenha.“O negócio precisa estar estruturado em todas as áreas, principalmente na área financeira. Além do projeto de inovação é preciso apresentar o projeto de captação de recursos que demonstre que a empresa está preparada para expandir no mercado”, explica o consultor.Outra questão importante que é avaliada pelos órgãos que investem no fomento à pesquisa e inovação é se a empresa apresenta no seu projeto de captação de recursos, itens que envolvam a responsabilidade social empresarial:“São sempre bem vistos os negócios que se preocupam com o impacto que podem provocar na sociedade e no meio ambiente. Empresas que se colocam como agentes sociais de transformação já têm um ponto positivo junto aos agentes financeiros. Essa é uma conduta que deve fazer parte da cultura organizacional”, esclarece.

A captação de recursos para inovação tecnológica deve ser realizada mediante pesquisa por parte do empresário, já que há muitos recursos e agentes financeiros com linhas de fomento que estão disponíveis.“Negócios que querem e têm projetos de potencial podem encontrar muitas opções de financiamento, mas é preciso pesquisar bem e ver qual seria a melhor opção, além disso, é necessário apresentar condições para obter financiamento, afinal, não basta ter um projeto de inovação muito bom se o negócio financeiramente está desequilibrado”, conclui.