Notícia

O Estado do Paraná

Comitê Gestor fará encontro com transmissão via Internet

Publicado em 28 novembro 1999

O Grupo de Trabalho - Engenharia e Operação de Redes do Comitê Gestor (GT-ER) fará sua 10ª reunião, no dia 2 de dezembro, no auditório da FAPESP, em São Paulo. Todo o encontro será transmitido, ao vivo, utilizando tecnologia Multicast. A primeira transmissão pública, no país, usando esta tecnologia foi em agosto, também em uma reunião do Grupo de Trabalho. Esse sistema permite a um transmissor enviar informações para vários receptores selecionados simultaneamente, de forma mais eficiente e com melhor qualidade que as demais tecnologias disponíveis. Estas informações podem ser tanto áudio e vídeo como outras mídias. A novidade fica por conta da página http://www.mbone.br que estará no ar em breve e do I Workshop de Differentiated Services. Este site deverá ser uma referência para o Multicast com espelho de todas as ferramentas para os mais diversos sistemas operacionais, tutoriais de instalação e configuração. Na pauta de discussões, os aspectos operacionais do documento "Recomendações para o Desenvolvimento e Operação da Internet no Brasil" disponível no site do Comitê Gestor (http://www.cg.org.br). Pessoas que quiserem propor algum assunto para debate ou apresentar seu trabalho, fazer proposta técnica ou palestra na reunião devem entrar em contato com Reinaldo Penno Filho, pelo e-mail: reinaldo@ieee.org enviando o título do trabalho, duração estimada, nome do apresentador, instituição e ementa. O acesso ao local da reunião é aberto e gratuito. Mais informações no site do GT-ER (http://www.gt-er.cg.org.br) PERFIL O Comitê Gestor da Internet do Brasil (CG) foi criado a partir da necessidade de coordenar e integrar todas as iniciativas de serviços Internet no país e com o objetivo de assegurar qualidade e eficiência dos serviços ofertados, assegurar justa e livre competição entre provedores e garantir a manutenção de adequados padrões de conduta de usuários e provedores. O CG tem como atribuições principais: fomentar o desenvolvimento de serviços Internet no Brasil. Recomendar padrões e procedimentos técnicos e operacionais para a Internet no Brasil. Coordenar a atribuição de endereços Internet, o registro de nomes de domínios, e a interconexão de espinhas dorsais. Coletar, organizar e disseminar informações sobre os serviços Internet.