Notícia

Secretaria de Ensino Superior (SP)

Comitê Diretivo do Programa UNIVESP é instalado e aprova o início de três cursos

Publicado em 11 março 2009

Reunião realizada nesta terça-feira, 10 de março, na Secretaria de Ensino Superior do Estado de São Paulo, deu posse aos 25 integrantes do Comitê Diretivo do Programa Universidade Virtual do Estado de São Paulo – UNIVESP, de expansão de vagas no ensino superior paulista com uso de novas tecnologias de informação e comunicação. Na oportunidade, o presidente do Comitê, o Secretário de Ensino Superior do Estado de São Paulo, Carlos Vogt, também anunciou as datas de início dos três primeiros cursos do programa: o de Pedagogia, a ser ministrado pela UNESP para professores em exercício na educação básica, em 10 de agosto próximo; o curso de Licenciatura em Ciências, desenvolvido pela USP para professores da 5ª a 8ª séries do ensino fundamental, com início marcado para 21 de setembro próximo; e o curso de Especialização em Ética, Valores e Saúde na Escola, aprovado em dezembro de 2008 pelo Conselho de Cultura e Extensão da USP Leste, com início previsto para maio deste ano.

Além destes três cursos, que assim dão início de fato ao Programa UNIVESP, outras sete iniciativas -- que no momento se encontram em tramitação e elaboração em diferentes fases nas instituições que dele participam -- foram levados ao conhecimento dos integrantes do Comitê Diretivo.

Uma das iniciativas constitui o Programa da Rede São Paulo de Formação Docente, formado por 16 cursos de especialização a serem realizados pelas três universidades públicas estaduais. A iniciativa da Secretaria de Educação em parceria com a Secretaria de Ensino Superior do Estad, deve atingir, em três etapas, cerca de 180 mil professores e gestores da rede estadual de ensino, com uma oferta inicial de 60 mil vagas.

Também estão tramitando: um curso de licenciatura em Biologia, com quatro anos de duração, proposto pela USP; os cursos de especialização em Filosofia, Sociologia e em Ações de Saúde Baseadas em Evidências, propostos respectivamente pela UNESP, USP e Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA), e os cursos de extensão em Gestão Organizacional em Segurança Pública e Justiça Criminal e em Violência, Direitos Humanos e Educação para a Cidadania, propostos pelo Núcleo de Estudos da Violência, da USP.

Durante a reunião também foram exibidos aos presentes trechos já produzidos de alguns programas-aula que estão sendo apresentados desde 9 de março, experimentalmente, pelo canal digital exclusivo da UNIVESP TV, da Fundação Padre Anchieta, também parceira e integrante da Universidade Virtual do Estado de São Paulo.

Os cursos

O curso de Pedagogia da UNESP oferecerá formação em nível superior para professores em exercício que queiram se habilitar ao exercício da educação infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental. Tem como alguns dos seus objetivos específicos desenvolver processos pedagógicos que visem à elaboração de conhecimentos teóricos e competências relativas à docência, estimular a reflexão sobre a prática pedagógica cotidiana do aluno, incentivar o intercâmbio entre a universidade e a rede de educação básica e formar gestores para as unidades escolares.

Este curso foi aprovado pelo Conselho Universitário da UNESP em 17 de dezembro passado, oferecerá 5 mil vagas, funcionará com turmas de 50 alunos com atividades presenciais em dois dias por semana (40%), com momentos síncronos e assíncronos. Tem carga de 3.390 horas. Será desenvolvido em 70 polos no Estado. As aulas começam em 10 de agosto.

O curso de Licenciatura em Ciências, com 2.835 horas, se destina a pessoas que tenham diploma do ensino médio e estejam interessadas em graduar-se para o exercício de atividade docente de 5ª a 8ª séries. Deverá garantir a formação de um profissional que tenha uma compreensão abrangente e integrada das Ciências Naturais, de forma a propiciar o reconhecimento do sentido histórico da Ciência e da tecnologia, percebendo seu papel na vida humana em diferentes épocas e na capacidade humana de transformar o meio. O curso, aprovado pelo Conselho Universitário da USP em fevereiro passado, oferecerá 360 vagas - 90 vagas em cada um dos quatro diferentes pólos de apoio presencial nos campi da USP em São Paulo, Ribeirão Preto, São Carlos e Piracicaba.  Cerca de 48% do curso serão compostos por atividades presenciais. Início em 21 de setembro.

O curso de especialização em Ética, Valores e Saúde na Escola terá 456 horas, se dirige a professores em exercício na educação básica no Estado, foi aprovado em dezembro de 2008 pelo Conselho de Cultura e Extensão da USP e oferecerá 336 vagas. Proporcionará aos professores de educação básica acesso aos avanços da pesquisa acadêmica e científica sobre a epilepsia, formas de convivência com o problema e possibilidades de tratamento. O curso pretende dar instrumentos para que o professor promova no cotidiano das escolas ações de formação ética que visem à cidadania e ao respeito à diversidade humana, com foco em temas de saúde.  O curso adota a metodologia de aprendizagem baseada em problemas (PBL). Será desenvolvido inicialmente com 7 turmas de 48 alunos, em quatro pólos de apoio presencial em São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto e São Carlos. Início em maio.

Integrantes

O Comitê Diretivo do Programa UNIVESP é constituído pelos seguintes integrantes: Carlos Vogt (presidente), Secretário de Ensino Superior do Estado de São Paulo; Nina Beatriz Stocco Ranieri, Secretária-Adjunta da Secretaria de Ensino Superior do Estado de São Paulo; os reitores da Universidade de São Paulo (USP), profª Sueli Vilela, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), prof. José Tadeu Jorge, e da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP), Prof. Herman Jacobus Cornelis Voorwald; a profª Maria Helena Guimarães de Castro, Secretária de Estado da Educação; prof.ª Laura Laganá, superintendente do Centro Estadual de Educação Tecnológica "Paula Souza"; prof. Carlos Henrique de Brito Cruz, representando o prof. Celso Lafer, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Paulo Sérgio Markun, diretor-presidente da Fundação Padre Anchieta e Mônica Teixeira, coordenadora da UNIVESP TV; prof. Sheila Zambello de Pinho, pró-reitora de Graduação da UNESP; Vera Lúcia Cabral Costa, da Fundação de Desenvolvimento Administrativo (FUNDAP), Neide Cruz, da Imprensa Oficial; Maria Alice Pereira (Secretaria de Estado da Educação); João Cardoso Palma Filho, da UNESP; José Armando Valente e Vera Solferini, da Universidade Estadual de Campinas; Sonia Teresinha de Souza Penin e Gil da Costa Marques, da Universidade de São Paulo; e Fernanda Montenegro de Menezes, Antonio Felix Duarte, Claudio Falcone, Jocimar Archangelo e Waldomiro Pelágio Diniz de Carvalho Loyolla, da Secretaria de Ensino Superior do Estado de São Paulo.