Notícia

Agrosoft

Começa a 65ª Reunião Anual da SBPC em Recife

Publicado em 23 julho 2013

Por Elton Alisson, da Agência FAPESP

Começou no dia 21 de julho de 2013, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Recife, a 65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Com o tema Ciência para o novo Brasil, a programação do evento, que segue até o dia 26, é composta por 266 atividades, com a participação de pesquisadores do Brasil e do exterior e de representantes de instituições integrantes dos sistemas estadual e nacional de ciência, tecnologia e inovação.

No total, serão realizadas durante o encontro 82 conferências, 87 mesas-redondas, 60 minicursos, 16 encontros, nove sessões especiais, além de seis simpósios e seis assembleias. Aproximadamente 500 pesquisadores, de todos os estados do Brasil, participarão do evento.

"Alguns dos principais nomes da ciência brasileira, em diferentes áreas, estarão presentes à reunião anual, que oferece atividades únicas para o público em geral", disse Helena Bonciani Nader, presidente da SBPC, à Agência Fapesp.

"O evento permite juntar todas as áreas do conhecimento, de uma forma transdisciplinar, para discutir questões do ponto de vista das Ciências Humanas e Tecnológicas, por exemplo", destacou Nader.

Boa parte das atividades, que incluem conferências e mesas-redondas, contará com a participação de pesquisadores de universidades e instituições de pesquisa do Estado de São Paulo com projetos apoiados pela Fapesp, além de representantes da Fundação.

O diretor científico da Fapesp, Carlos Henrique de Brito Cruz, participará de uma mesa-redonda hoje (23/07) sobre "Impacto e avaliação da pesquisa". O encontro também terá a participação de Jorge Almeida Guimarães, presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e Glaucius Oliva, presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Atividades paralelas

A Fapesp também está presente com um estande na ExpoT&C. A mostra de ciência, tecnologia e inovação, que ocorre paralelamente à Reunião Anual, no campus da UFPE, conta com universidades, institutos de pesquisa, agências de fomento, entidades governamentais e outras organizações interessadas em apresentar novas tecnologias e serviços.

Estão sendo realizadas ainda a SBPC Jovem, a SBPC Cultural e a SBPC Mirim. A SBPC Jovem teve a sua primeira edição em 2003, também em Recife, durante a 55ª Reunião Anual. Desde então, ocorre todos os anos. Trata-se de um evento com atividades que visam despertar o interesse dos jovens pela ciência e tecnologia. A programação conta com oficinas, salas temáticas, apresentações culturais, além da Feira SBPC Jovem, para a qual foram selecionados 50 trabalhos científicos, entre os enviados por estudantes e professores do ensino básico de todo o Brasil.

Já na SBPC Cultural são realizadas diversas atividades culturais com foco na tradição regional. A novidade da 65ª Reunião Anual é a SBPC Mirim - um espaço para a realização de oficinas, contação de histórias e atividades de iniciação à pesquisa só para crianças.

"As atividades da SBPC Jovem e da SBPC Mirim já estão com mais de 13 mil inscritos, entre jovens, crianças e adultos, sem contar professores de ensino médio e fundamental que também participam das atividades", ressaltou Nader.

Paralelamente ao evento, também está sendo realizado até hoje (23/07) o 1º Encontro Imprensa de Jornalismo Científico. Promovido pela Revista Imprensa, o objetivo do evento é discutir a cobertura jornalística de ciência no Brasil e sua divulgação na imprensa especializada.

Como parte da programação oficial da Reunião Anual da SBPC, amanhã (24/07) também será realizada uma mesa-redonda sobre "A divulgação científica e as Fundações de Amparo à Pesquisa". O evento terá a participação de Maria da Graça Mascarenhas, gerente de comunicação da Fapesp, de Vanessa Fagundes, chefe do departamento de comunicação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), e de Edilene Mafra, responsável pela assessoria de comunicação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

FONTE

Agência Fapesp