Notícia

Portal Exame

Com participação de brasileiro, cientistas simulam buraco negro

Publicado em 21 janeiro 2019

Por José Tadeu Arantes, da Agência FAPESP
Certos fenômenos que ocorrem em buracos negros, mas não podem ser observados diretamente nas investigações astronômicas, podem ser estudados por meio de simulações em laboratório. Isso se deve a uma analogia peculiar entre processos característicos de buracos negros e processos hidrodinâmicos. O denominador comum de uns e outros é o fato de as propagações de ondas se darem de forma bastante similar. Essa possibilidade é explorada em um novo artigo publicado na Physical Review Letters. O físico Maurício Richartz, professor da [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.