Notícia

Gazeta Web (PR)

Clima está influenciando manguezais no Nordeste

Publicado em 13 março 2007

O número de manguezais na região Nordeste do Brasil aumentou 40% nos últimos anos devido às mudanças climáticas e ambientais. Segundo o biofísico Luiz Drude de Lacerda, professor da Universidade Federal do Ceará, desse total, 67% surgiram em áreas de baixa concentração urbana. Os dados foram apresentados durante o 1º Simpósio Brasileiro de Mudanças Ambientais Globais, encerrado ontem no Rio de Janeiro.

De acordo com informações da Agência Fapesp, a expansão dos manguezais no interior ocorre ao mesmo tempo em que se verifica a perda desse tipo de área devido a atividades humanas desenvolvidas no litoral. "Os manguezais são ecossistemas capazes de fornecer informações valiosas sobre a dinâmica ambiental da área litorânea. Alterações em sua distribuição podem ter influência negativa na ecologia local, na produtividade primária e na produção pesqueira", disse o pesquisador.

O estudo mostra que a redução na quantidade anual de chuvas na região e o aumento em escala global do nível dos oceanos podem causar uma maior penetração de águas marinhas rio acima, proporcionando ambiente ideal para a formação dos mangues. No entanto, o pesquisador alerta que os mangues são grande concentradores de poluentes. Assim, o aumento desses ecossistemas vem sempre acompanhado de um processo poluidor.

 (Terra)