Notícia

Maxpress

Cinema argentino contemporâneo é tema de cursos na Casa Guilherme de Almeida

Publicado em 24 julho 2017

A Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, tem uma intensa programação com palestras, cursos e exibições de filmes para os amantes da sétima arte – referência ao pioneirismo de Guilherme na crítica cinematográfica no Brasil. Entre agosto e setembro, o Museu-casa realiza quatro cursos gratuitos sobre cinema argentino contemporâneo, cinema surrealista, cinema de monstros e narrativas de animes. As atividades são gratuitas e serão na Sala Cinematographos e as inscrições são feitas no site.

Veja abaixo a descrição dos cursos:

Cinema de monstros e os sintomas da cultura | 9/8 a 13/9, quartas às 19h

Com Adriano Messias

Intercalando exibição de trechos de obras que retratam o monstruoso e o fantástico com discussão e apresentação de ideias, o pesquisador Adriano Messias mostra quanto as produções cinematográficas são capazes de pautar questões psicanalíticas e sócio-políticas. Alguns dos temas a serem discutidos referem-se aos alienígenas nos filmes B – produções secundárias de grandes estúdios que, nas décadas de 30 e 40, dividiam suas operações e na unidade A eram feitos apenas filmes de destaque – como metáfora dos vilões da Guerra Fria; aos zumbis; e aos limites do corpo no cinema, bem como a angústia e a fobia no suspense cinematográfico.

Panorama do cinema argentino contemporâneo | 10 a 31/8, quintas às 19h

Com Natalia Christofeletti Barrenha

Os encontros abordam a produção cinematográfica argentina dos últimos 20 anos: do florescimento do chamado Nuevo cine argentino, em meados da década de 1990, à consolidação dessa geração e às novas propostas surgidas entre o final dos anos 2000 e os dias de hoje. Por meio de diálogos entre as perspectivas contextuais e estéticas, a pesquisadora Natalia Barrenha discute temas como novas formas de representação da política, uso inovador do som, guinada subjetiva nos documentários, entre outros. As reflexões surgem a partir da observação de produções como O Pântano, de Lucrecia Martel, Fotografias, de Andrés Di Tella, entre outros.

Um sonho de cinema: surrealismo na sétima arte | 12 e 19/8, sábados às 14h

Com Franthiesco Ballerini

Um dos mais famosos e exuberantes movimentos das artes plásticas do século XX invadiu o cinema a partir do Manifesto Surrealista, de André Bretton, em 1924. Nesse movimento, foram produzidas obras polêmicas como O Cão Andaluz (1928), de Luis Buñuel. Este curso discute a proposta do surrealismo no cinema, a quebra de convenções, invenções técnicas, novas propostas estéticas e os legados contemporâneos no cinema de David Cronenberg, Christopher Nolan e David Lynch.

Deusas e monstros: animes, narrativas e interseções | 20, 21, 27 e 28/9, quartas e quintas às 19h

Com Luiz Carneiro

Animes têm um jeito muito próprio de contar histórias e personagens com características muito específicas, entretanto, merecem muito mais atenção do que normalmente recebem no Brasil. Neste curso são exibidos os animes Kill la Kill, produção do Studio Trigger, Elfen Lied, dirigida por Mamoru Kanbe e A princesa e o cavaleiro, de Osamu Tezuka, para pensar as obras e seus significados relacionados a diversos aspectos sociais e culturais da cultura oriental.

SOBRE OS PROFESSORES

Adriano Messias é pós-doutorando em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (PUC-SP). Possui mais de 60 obras de ficção publicadas, com ênfase na literatura fantástica, e já recebeu vários prêmios e menções em literatura e em jornalismo. Foi pesquisador na Universitat Autònoma (Barcelona), Université Paris 8 (Vincennes-Saint-Denis), Université Paris 3 (Sorbonne Nouvelle) e Universidad de Buenos Aires. Sua tese de doutorado Todos os monstros da Terra: bestiários do cinema e da literatura foi publicada pela Educ/Fapesp.

Natalia Christofoletti Barrenha é doutora em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP com uma tese sobre o espaço urbano no cinema argentino recente. Autora do livro A experiência do cinema de Lucrecia Martel: resíduos do tempo e sons à beira da piscina (2014) e de artigos publicados em coletâneas e revistas de cinema. É idealizadora e curadora da mostra Histórias extraordinárias: cinema argentino contemporâneo (2016) realizada na Caixa Cultural Rio de Janeiro. Codiretora da Imagofagia, revista da Asociación Argentina de Estudios de Cine y Audiovisual.

Franthiesco Ballerini é jornalista, mestre em Comunicação Social. Publicou os livros Diário de Bollywood – Curiosidades e Segredos da Maior Indústria de Cinema do Mundo (2009), Cinema Brasileiro no Século 21 (2012) e Jornalismo Cultural no Século 21 (2015). Atualmente, é colaborador com matérias culturais para a Revista Cult, professor da Academia Internacional de Cinema e das Faculdades Integradas Rio Branco e professor convidado da pós-graduação da FAAP. É membro votante da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte).

Luiz Carneiro é professor de semiótica, roteirização, novas mídias e games em graduações, pós-graduações e MBAs. Atua como game designer nas áreas de treinamentos corporativos e acadêmicos. Desde 2010, ministra cursos de tradução intersemiótica, novas mídias e games na Casa Guilherme de Almeida e na Casa das Rosas.

SOBRE A CASA GUILHERME DE ALMEIDA

Inaugurada em 1976, a Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, está instalada na residência onde viveu o poeta, tradutor, jornalista e advogado paulista Guilherme de Almeida (1890-1969), um dos mentores do movimento modernista brasileiro. Seu acervo é constituído por uma significativa coleção de obras, gravuras, desenhos, esculturas, pinturas, em grande parte oferecidas ao poeta pelos principais artistas do modernismo brasileiro, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Emiliano Di Cavalcanti, Lasar Segall e Victor Brecheret. Hoje, o museu oferece uma série de atividades gratuitas relacionadas a todas as áreas de atuação de Guilherme de Almeida, da literatura traduzida ao cinema, passando pelo jornalismo e pelo teatro. Trata-se da primeira instituição não acadêmica a manter um Centro de Estudos de Tradução Literária no país.

SOBRE A POIESIS

A instituição, que tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da língua portuguesa, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

SERVIÇO:

Cinema de monstros e os sintomas da cultura | 9/8 a 13/9, quartas das 19h às 21h

Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2sUCzvm

Panorama do cinema argentino contemporâneo | 10 a 31/8, quintas das 19h às 21h

Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2uWk7E9

Um sonho de cinema: surrealismo na sétima arte | 12 e 19/8, sábados das 14h às 18h

Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2tNA3Kg

Deusas e monstros: animes, narrativas e interseções | 20, 21, 27 e 28/9, quartas e quintas das 19h às 21h

Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2uWs9N3

Casa Guilherme de Almeida

Anexo: Rua Cardoso de Almeida, 1943

Museu: Rua Macapá, 187 – Perdizes – São Paulo

Telefone: (11) 3673-1883 / 3672-1391

De terça a domingo, das 10h às 18h.

Site: www.casaguilhermedealmeida.org.br

Assessoria de Imprensa – POIESIS

Carla Regina – Coordenação | (11) 4096-9827 | carlaregina@poiesis.org.br

Aline Takaschima | (11) 4096-9852 | alinetakaschima@poiesis.org.br

Victória Durães | (11) 4096-9810 | victoriaoliveira@poiesis.org.br

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo - Assessoria de Imprensa

Gisele Turteltaub | (11) 3339-8162 | gisele@sp.gov.br

Damaris Rota | (11) 3339-8308 | drota@sp.gov.br

Gabriela Carvalho | (11) 3339-8070 | gabrielacarvalho@sp.gov.br