Notícia

Jornal de Jundiaí online

CineFlecha aborda resistência indígena

Publicado em 06 outubro 2020

CINEMA Conteúdo inclui produções de coletivos apoiados pela Fapesp

A Rede CineFlecha apresenta neste mês a 1ª Mostra CineFlecha: "(Re)Existir e Curar", que traz um conjunto de filmes que mostram a diversidade da produção de diversos povos indígenas, além de uma série de lives com os cineastas. A rede é formada por coletivos indígenas e articuladores que trabalham com cinema, comunicação e antropologia, parte deles apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que estudam a produção audiovisual indígena de uma perspectiva antropológica.

Inicialmente pensada como uma mostra convencional, que realizaria a exibição dos filmes e debates em um espaço físico em São Paulo, o evento teve que ser adaptado para o formato virtual por conta da eclosão da pandemia de covid-19.

Entre as produções mais recentes, encontram-se filmes que mostram o dia a dia com o coronavírus nas aldeias e como diferentes povos estão enfrentando a crise sanitária. Antecedendo a mostra, foi lançada em julho a plataforma Mirando Mundos Possíveis, reunindo vídeos que trazem experiências, reflexões e relatos indígenas diante da atual crise global.

CONTEÚDO

Entre as produções disponíveis está a série de curtas Nativas Narrativas, produzida pela Associação Cultural de Realizadores Indígenas (Ascuri), coletivo formado por jovens Guarani, Kaiowá e Terena de Mato Grosso do Sul.Para assistir à mostra, os interessados devem acessar o seguinte site entre os dias 1º e 15 de outubro: https://redecineflecha.org/mostra. Há também outros vídeos disponíveis na plataforma Mirando Mundos Possíveis: https://redecineflecha.org/mirando-mundos-possiveis.